Piauí

Wellington Dias lamenta as 500 mil mortes pela Covid-19 no Brasil

No vídeo, o governador Wellington Dias destaca que é preciso dar importância para as vacinas, e fez críticas à burocracia em relação à vacinação no país.
19/06/2021 17h53

O governador do Piauí e presidente do Consócio Nordeste, Wellington Dias (PT), lamentou as mais de 500 mil mortes pela Covid-19 no Brasil e criticou a burocracia na compra e distribuição de vacinas no país.

Com base nos números oficiais da pandemia, o Brasil ultrapassou as 500 mil mortes pela doença e registra 17.822.659 casos confirmados. Por meio de um vídeo publicado nas redes sociais, Wellington destacou que não são apenas números, mas se tratam de pessoas com histórias.

“Meio milhão de vidas perdidas em razão da Covid-19, e não é só um número, se trata na verdade de seres humanos. Nós estamos falando aqui de pessoas com histórias, artistas, profissionais urbanos, rurais, homens, mulheres. Estamos falando também daqueles que ficaram aqui abalados com a perda de seus entes queridos: Esposos, esposas, filhos, filhas, netos, amigos, fã, é disto que se trata”, disse o governador.

No vídeo, Wellington afirma que é preciso dar importância para as vacinas, que segundo ele, salvam vidas. O governador ainda fez críticas à burocracia em relação à vacinação no país.

“Por esta razão temos que focar mais do que nunca naquilo que pode salvar vidas para evitar tragédia maior ainda: garantir vacinas, variadas vacinas para mais vacinação. Nós não podemos ter a burocracia ganhando do pacto pela vida, a vida tem que tá em primeiro lugar. Assim, até em memória das pessoas que perderam suas vidas, nós temos nesse instante que trabalhar para salvar as vidas que aqui ainda estão”, finalizou o governador.

Com base no último boletim atualizado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) nessa sexta-feira (18), o Piauí já registra 6.350 mortes e 289.426 novos caso da Covid-19. Somente nas últimas 24 horas, foram 12 mortes e 1.010 novos casos.

Confira o vídeo do governador Wellington Dias:

Mais na Web