Piauí

Wellington firma parceria com TJ-PI para regularizar imóveis

O Programa está na sua primeira etapa de execução, atendendo aos conjuntos habitacionais do Mocambinho I, II, e III, Dirceu I e II, Renascença I e II, Bela Vista I, II e III, Promorar e Saci.
26/10/2021 10h20 - atualizado

O governador do Piauí, Wellington Dias assinou, nessa segunda-feira (25), um termo de cooperação técnica com o Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) e com a Corregedoria Geral de Justiça e Vice-Corregedoria Geral de Justiça, por intermédio da Agência de Desenvolvimento Habitacional (ADH), para a execução do Programa Regularizar.

A formalização da parceria com o termo de cooperação técnica irá permitir a integração das equipes da ADH e do Núcleo de Regularização Fundiária da Corregedoria, por meio da troca de informações, análises, recomendações e oferta de subsídios para o aperfeiçoamento do procedimento de regularizações de imóveis urbanos de forma padronizada.

  • Foto: Divulgação/Governo do PiauíWellington Dias firma termo de cooperação.Wellington Dias firma termo de cooperação.

Conforme a diretora da ADH, Giovana Gayoso, esse é um programa a longo prazo, no qual devem ser tratado caso a caso, pois existem pessoas que já quitaram os seus imóveis, mas tem uma parte que não quitaram.

‘’ Para tanto, iremos apresentar uma melhor oferta para que possam resolver essa pendência financeira e em seguida aderir ao programa. É o melhor caminho, pois se for pelo convencional irá ter complicações com o valor cobrado, no mínimo R$ 10 mil, e pelo Programa Regularizar, ele irá pagar, no máximo, R$ 3 mil. Então, é uma oferta muito vantajosa para resolver essa pendência tão antiga na vida das famílias”, explicou.

O Programa está na sua primeira etapa de execução, atendendo aos conjuntos habitacionais do Mocambinho I, II, e III, Dirceu I e II, Renascença I e II, Bela Vista I, II e III, Promorar, Saci, Dignidade e União I e II.

Mais na Web