Piauí

Wellington recebe investidores de empresa energética chinesa

Participaram também os secretários de Estado da Mineração, Petróleo e Energias Renováveis, e de Governo, Osmar Júnior, além da vice-governadora Regina Sousa.
09/09/2021 11h30

Nessa quarta-feira (08), o governador Wellington Dias reuniu-se, com o presidente do grupo CGN Brasil Energia, Zhang Songlin, para tratar de investimentos da empresa no ramo enérgico no Piauí. Participaram também os secretários de Estado da Mineração, Petróleo e Energias Renováveis, e de Governo, Osmar Júnior, além da vice-governadora Regina Sousa.

Segundo o governo, durante a reunião, foram discutidos os atuais investimentos da empresa no interior do Piauí, como os parques eólicos de Lagoa do Barro (com investimento total previsto de mais de R$ 1,4 bilhão) e o projeto de instalação na cidade de São João, que tem previsão para início no segundo semestre de 2022. Outro ponto debatido foram questões estruturais das cidades onde os parques ficam situados, como a parte estrutural das linhas de transmissão e outras demandas.

  • Foto: Divulgação/Governo do PiauíReunião com representantes de empresa da ChinaReunião com representantes de empresa da China

“Hoje, na reunião com o governador, trouxemos algumas solicitações e conversamos sobre os próximos projetos aqui para o estado do Piauí. Sentimos que fomos bem atendidos e as solicitações bem recebidas”, comentou o presidente da CGN Brasil, Zhang Songlin.

Wellington Dias falou sobre investimento da companhia no setor elétrico no Piauí. “A CGN é uma das maiores do mundo na área de energia e eles estão aqui no Piauí. Hoje, eles são os gestores de energia eólica e solar nessa região de São João e Lagoa do Barro. Ali, eles estão agora apresentando um novo plano para investimento, de um lado esse olhar social e do outro a geração de emprego e renda. Será mais de 1,4 bilhão de reais em novos investimentos e, nessa reunião, tratamos a necessidade de trabalhar em conjunto para a demanda de mais subestação, transmissão e do outro lado, da parte dele, o compromisso de prioridade no Piauí”, explica o governador.

Mais na Web