Viagora

Padrasto acusado de estuprar e engravidar enteada é preso em Teresina

De acordo com a Polícia Civil, o homem estava foragido desde 2021 quando foi decretada a sua condenação a 20 anos de prisão por estupro de vulnerável.

Nessa terça-feira (17), um pintor de 43 anos condenado por estuprar sua enteada dos 10 aos 1 anos, foi preso pela Polícia Civil no bairro Satélite, localizado na cidade de Teresina. O acusado foi sentenciado a 20 anos de prisão em 2021 por estupro de vulnerável e estava foragido desde então.

De acordo com informações da Polícia Civil, os abusos sexuais teriam se iniciado em 2017 no período em que o homem era casado com a mãe da vítima. A criança vívia sob ameaças de morte, o padrasto afirmava que iria tentar contra a vida da garota e seus irmãos menores se a vítima contasse a alguém sobre o estupro.

Ainda segundo a Polícia, o crime só teria parado quando a criança estava com 13 anos em 2019 e devido ao estupro engravidou do acusado. A mãe da vítima foi informada através de uma amiga da garota sobre os abusos que a filha vinha sofrendo e dessa forma registrou um Boletim de Ocorrência na delegacia de Polícia Civil. Agora após capturado e detido, o homem será encaminhado a um presídio onde deve cumprir a pena.

Mais conteúdo sobre:

Teresina

Piauí

Polícia Civil do Piauí

Facebook
Indicado para você
Veja também