Viagora

Orquestra Sinfônica de Teresina se torna patrimônio imaterial do Piauí

A decisão está em vigor desde o último dia 15, por meio de lei assinada pela Governadora Regina Sousa.

A Orquestra Sinfônica de Teresina, que é mantida pela Prefeitura da capital, através de contrato com a Fundação Monsenhor Chaves, é declarada desde o dia 15 de junho como Patrimônio Cultural Imaterial do Piauí. A lei foi assinada pela governadora Regina Sousa.

Segundo a Prefeitura Municipal de Teresina, junto com a lei o valor do contrato da Orquestra Sinfônica foi ajustado, possibilitando o aumento nos salários dos músicos e melhoria nos equipamentos.

Foto: Prefeitura Municipal de TeresinaOrquestra Sinfônica de Teresina.
Orquestra Sinfônica de Teresina.

O presidente da Fundação Municipal de Cultura Monsenhor Chaves, Ênio Portela fala sobre a lei proposta pelo legislativo estadual. “A orquestra é composta por homens e mulheres que lutam diariamente pelo bem da nossa cultura, há vários anos eles vinham sofrendo com a falta de recursos financeiros, já que desde a sua criação o contrato não tinha reajustes, fato que já foi sanado”, conta Ênio.

O maestro da Orquestra, Aurélio Melo, também comenta sobre o atual reconhecimento da OST. “A cada reconhecimento, fica a nossa gratidão e isso iremos retribuir levando música de qualidade para todos, inclusive com apresentações em praças e parques espalhados pela periferia de Teresina e outros espaços do Estado do Piauí”, disse o maestro.

Por Sthefany Prado

Mais conteúdo sobre:

Teresina

Piauí

Prefeitura de Teresina

Facebook
Indicado para você
Veja também