Piauí

Inquérito é concluído e 27 pessoas são indiciadas por fraude em concurso

Todos eles foram eram alvos da Operação Infiltrados, que desarticulou a organização criminosa composta em sua maioria por agentes de Polícia Civil.
MARCOS CUNHA
09/06/2017 14h45 - atualizado

O Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) já concluiu o inquérito policial que apurava as fraudes no concurso da Polícia Civil do Piauí de 2012. De acordo com o delegado Kleydson Ferreira, do Greco, 27 pessoas foram indiciadas e denunciadas à Justiça.

Todos eles foram eram alvos da Operação Infiltrados, que desarticulou a organização criminosa composta em sua maioria por agentes de Polícia Civil, especializada em fraudes a concursos públicos. Dos 27 indiciados, 15 são agentes da Polícia Civil, sendo 14 policiais e um perito criminal.

“O Ministério Público já fez a denúncia. Alguns foram por organização [criminosa] e fraude a concurso, outros só por organização e outros por organização e outros crimes. Cada um teve sua conduta especificada”, disse o delegado Kleydson Ferreira.

  • Foto: Isabela de Meneses/ViagoraDelegado do Greco Kleydson FerreiraDelegado do Greco Kleydson Ferreira

Das 15 pessoas que foram presas inicialmente na Operação Infiltrados, apenas 7 delas permanecem detidas. Após decisão na última segunda-feira (05), um casal de policiais civis suspeito de fraude retornou às atividades na corporação policial. O desembargador Pedro de Alcântara Macedo, da 1ª Câmara Especializada Criminal, concedeu a suspensão da medida cautelar de afastamento do exercício da função pública.

  • Foto: Divulgação/SSP-PIOperação InfiltradosOperação Infiltrados

Os agentes Aline de Miranda Carvalho Nóbrega e Anderson Vasconcelos da Nóbrega já retomaram as funções de policiais e tiveram armas e distintivos devolvidos.

As ações penais já foram repassadas pelo Ministério Público à Justiça, e agora seguem para os trâmites legais.  “O trabalho da Polícia foi encerrado”, finaliza o delegado Kleydson.