Piauí

TST determina 80% dos empregados em agências dos Correios

O Tribunal acatou o pedido da empresa na tarde de ontem (25) e concedeu liminar fazendo a determinação.
VITOR FERNANDES
26/09/2017 16h16 - atualizado

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) acatou o pedido dos Correios na tarde de ontem (25) e concedeu liminar determinando que as federações representantes dos trabalhadores dos Correios garantam o efetivo mínimo de 80% dos empregados em cada unidade dos Correios durante a greve de trabalhadores, sob pena de multa diária de R$ 100 mil no caso de descumprimento. 

  • Foto: DivulgaçãoCorreiosCorreios

Os Correios denunciam que em algumas unidades a determinação do TST não está sendo cumprida nesta terça-feira (26).

No último fim de semana (23 e 24) a empresa fez um mutirão para manter os serviços durante o movimento grevista, quando foram entregues mais de 1,7 milhão de objetos postais, entre cartas e encomendas.

Na última sexta-feira (22), os Correios e a Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) chegaram a uma proposta de Acordo Coletivo de Trabalho para o biênio 2017/2018, que contemplareajuste de 3% nos salários e benefícios a partir do mês de janeiro de 2018e manutenção do ACT 2016/2017. A cláusula do plano de saúde, de acordo com a Companhia, continua sendo mediada pelo TST. 

No momento, os Correios aguardam os resultados das assembleias da Findect. A greve dos funcionários permanecedesde o dia 19 de setembro.