Polícia

Confira os detalhes da Operação Codinome 40 no Piauí

Segundo a Polícia Civil, foram presas sete pessoas envolvidas com facção e lavagem de dinheiro e suspeitas de participarem de um assassinato.
01/06/2021 15h32 - atualizado

Como resultado da operação realizada na manhã desta terça-feira (1º) pela Polícia Civil e o Ministério Público (MPPI), por meio do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), foi realizada a Operação Codinome 40  e cumpriu oito mandados de prisão e 14 de busca e apreensão resultando na prisão de sete pessoas.

De acordo com a Polícia Civil, a operação foi deflagrada a partir da morte do corretor de veículos Francisco Ismael em dezembro de 2020 na zona Sul de Teresina. O delegado do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Luís Guilherme, informou que durante as investigações do homicídio foi constatado que Francisco Ismael tinha ligação com a organização criminosa Bonde dos 40.

“Francisco Ismael ele trabalhava para a organização criminosa. Ele operava financeiramente fazendo a lavagem de dinheiro utilizando dinheiro ilícito do tráfico e de outras práticas na utilização da venda de veículos legalizando esse dinheiro. Em razão dele estar envolvido em outros crimes anterior e razão disse ele teria ficado com uma parte do dinheiro e o que culminou na morte dele”, explica o delegado.

  • Foto: Reprodução/ViagoraOperação da Polícia Civil prende 7 pessoas por lavagem de dinheiroOperação da Polícia Civil prende 7 pessoas por lavagem de dinheiro

O promotor José William Luz comenta que organizações criminosas têm utilizado a venda e aluguel de veículos para lavar dinheiro e que os mandados de prisão e de busca e apreensão realizados hoje dizem respeito a pessoas que estavam relacionadas em Francisco Ismael

“Os mandados de hoje dizem respeito a buscas em locadoras, corretoras e operadores financeiros que eram relacionados a pessoas de Francisco Ismael, pessoas que fizeram negócios, que operaram e que certamente se favoreceram, direta ou indiretamente, com a lavagem de dinheiro. Por isso que foram feitos pedidos de prisão temporária e busca de apreensão”, comenta o promotor.

Segundo o delegado geral da Polícia Civil, Luccy Keiko, ao todo nesta manhã sete pessoas foram presas e dois suspeitos estão foragidos

“Hoje nós falamos dos executores desse crime, foram presos três indivíduos, por mandado de prisão, um deles ainda se encontra foragido. Paralelamente a essa investigação, em conjunto o Gaeco instaurou um procedimento para apurar crime de lavagem de dinheiro praticados por integrantes de organizações criminosas diretamente envolvidos direta ou indiretamente com esse homicídio”, disse o delegado.

Mais na Web