Polícia

“Ele é autor material do crime”, diz Barêtta sobre irmão de Izadora Mourão

Segundo o delegado, a investigação está sendo feita para saber se o crime foi um feminicídio ou foi por algum motivo fútil.
16/02/2021 11h20 - atualizado

Em entrevista ao Viagora, na manhã desta terça-feira (16), o delegado Francisco Costa, o Barêtta, coordenador do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), confirmou que o jornalista João Paulo Mourão é acusado de matar a irmã, a advogada Izadora Mourão.

  • Foto: Luís Marcos/ViagoraDelegado BaretaDelegado Barêtta, coordenador do DHPP.

Segundo o delegado, a investigação está sendo feita para saber se o crime foi um feminicídio ou foi por algum motivo fútil, pois o acusado não disse uma palavra sobre o ocorrido. O resultado da investigação deve sair em dez dias.

“Trabalhamos com metodologias, com técnicas, a qualificadora será feita no decorrer de dez dias, se foi um feminicídio ou por algum motivo fútil. Ele foi preso em flagrante delito”, disse o delegado.

Ainda de acordo com Barêtta, existem provas suficientes que provam que João Paulo é o autor do crime. “O delegado Danúbio e sua equipe, conseguiu indícios suficientes para provar que ele é o autor material do crime”, afirmou.

Questionado sobre um possível álibi que a mãe do acusado teria criado, o delegado afirmou apenas que o caso ainda está sendo investigado.

“Olha, estamos investigando, vou afirmar que é uma investigação criminal, em dez dias será concluída, ele está preso, com provas suficientes para ele ficar preso”, disse Barêtta.

Mais na Web