Geral

Funcionários dos Correios deflagram greve por tempo indeterminado

A categoria protesta contra alterações no Plano de cargos e no Plano de saúde.
12/03/2018 08h53 - atualizado

Os trabalhadores dos Correios iniciaram às 22h desse domingo (11), uma paralisação dos serviços por tempo indeterminado. A greve foi aprovada em assembleias dos sindicatos filiados à Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares (FENTECT).

A categoria protesta contra as alterações propostas pela diretoria da empresa, tais como no Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) e no Plano de Saúde dos ecetistas. O movimento ainda é contra a privatização da estatal, a suspensão das férias dos trabalhadores, como em 2017, o fechamento de mais de 2500 agências próprias e a demissão de funcionários excedentes.

  • Foto: Facebook / Sintect-PiFuncionários dos Correios de Pedro II.Correios inciaram greve às 22h de ontem (11)

Segundo a FENTECT, a pretensão da diretoria da estatal é de retirar os dependentes e fazer com que os trabalhadores arquem com as mensalidades do plano de saúde. O benefício é reajustado conforme a idade, e os pagamentos poderiam superar R$ 900,00. Haverá ainda hoje (12), o julgamento do plano no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

Greve no Piauí

O Sindicato dos Trabalhadores dos Correios do Piauí aderiu parcialmente ao movimento. Conforme o José Rodrigues, secretário jurídico do Sintectpi, o movimento também acompanha as mesmas demandas e críticas do movimento nacional.

A organização se reúne ainda hoje para deliberar as ações durante o movimento, mas haverá uma concentração em frente à sede dos Correios, localizada na Avenida Antônio Freire, no Centro de Teresina.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web