Política

Henrique Pires diz que convidará Robert Rios para se filiar ao MDB

Nesta terça-feira (10), o deputado Henrique Pires afirmou que vai convidar o vice-prefeito de Teresina, Robert Rios (PSB), para se filiar ao MDB e disputar um cargo em 2022.
10/08/2021 15h00

O deputado estadual Henrique Pires (MDB) admitiu, nesta terça-feira (10), que vai convidar o vice-prefeito de Teresina, Robert Rios (PSB), para se filiar ao seu partido. A intenção é que Robert dispute um cargo pelo MDB já nas eleições do próximo ano.

“Hoje vou convidar o vice-prefeito Robert Rios para o MDB. Eu acho importante ele estar em um partido como o MDB. Vou pedir que ele se licencie em abril para ficar apto a disputar um cargo majoritário”, declarou.

O deputado também defendeu que a legenda tenha uma candidatura própria ao Governo do Estado em 2022.

“Eu sou o único que defendi ter candidatura própria desde que adentrei nos quadros do partido até hoje. Em 2002, eu votei no Jônathas [Nunes], Mão Santa e o grupo votaram no governador Wellington Dias. Em 2006 fui para a convenção e votei no Mão Santa, o João Henrique já estava lá com o governador Wellington. Nessa parte aí eu sempre defenderei uma candidatura própria como todo partido que é partido tem que defender”, comentou.

  • Foto: Luis Marcos/ViagoraDeputado Henrique PiresDeputado Henrique Pires (MDB).

Henrique Pires citou três nomes que, segundo ele, estariam aptos a disputar o cargo de governador: “Marcelo Castro é um nome fortíssimo, assim como o deputado Themístocles Filho. Temos que ouvir o prefeito Dr. Pessoa também”.

Questionado sobre um possível rompimento com a base do governador Wellington Dias (PT) caso o MDB apresente candidatura própria, o parlamentar afirmou que não se trata de romper relações, mas que tem história dentro do seu partido e vai respeitar a decisão tomada pela sigla.

“A questão não é de rachar. O governador é um entusiasta do Partido dos Trabalhadores, tanto que é imbatível a sua capacidade política junto ao PT e dentro do estado, mas o deputado Henrique Pires tem história dentro do MDB e sempre defenderei uma candidatura própria. Agora, eu sou respeitador de decisão. Se o partido decidir que não, como foi na eleição passada que tentamos e não deu, fomos juntos com Wellington Dias e Marcelo para o Senado, eu vou respeitar”, completou.

Sobre a informação que circula nos bastidores, de que o deputado federal Marcos Aurélio Sampaio (MDB) poderia ser um possível candidato a vice na chapa encabeçada por Rafael Fonteles em 2022, Henrique Pires declarou que as decisões sobre chapa caberão aos presidentes dos diretórios estadual e municipal do partido: “Essa discussão está a cargo do senador Marcelo Castro e do deputado Themístocles Filho”.

Tribunal de Contas

Com o início das articulações para a eleição do novo conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PI), os partidos começam a definir seus candidatos à vaga. O PT já bateu o martelo e a deputada Flora Izabel será a representante petista no pleito. O deputado emedebista Zé Santana se apresentou anteriormente como pré-candidato ao cargo. Segundo Henrique Pires, a tendência natural da legenda é apoiar a candidatura de Zé Santana: “O nosso caminho natural é votar no deputado Zé Santana, mas nós do partido ainda não nos reunimos para conversar sobre o assunto”.

Mais na Web