Piauí

Motoristas e cobradores de ônibus param frota 100% em Teresina

Segundo Fernando Feijão, a paralisação é por conta do atraso no pagamento dos salários dos trabalhadores do transporte coletivo da capital, que deveria ter sido efetuado nesta terça-feira (05).
06/02/2019 10h15 - atualizado

Na manhã desta quarta-feira (06), o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transporte Rodoviário do Piauí (Sintetro), Fernando Feijão, informou ao Viagora que a categoria parou 100% na capital.

Segundo Fernando Feijão, a paralisação total é por conta do atraso no pagamento dos salários dos trabalhadores do transporte coletivo de Teresina, que deveria ter sido efetuado nessa terça-feira (05).

  • Foto: Sintetro-PIÔnibusFrota de ônibus paralisa 100% em Teresina.

“Já não tem ônibus rodando e caso o pagamento não seja efetuado, a orientação continua sendo essa. Caso seja depositado o pagamento, a categoria volta a rodar os 30%”, disse o sindicalista.

Greve

Sem acordo, os motoristas e cobradores de ônibus de Teresina decidiram continuar a greve do transporte público que já completa três dias. Nessa terça-feira (05), aconteceu uma reunião no Tribunal Regional do Trabalho do Piauí (TRT-PI) com representantes das empresas de ônibus e do Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Teresina (Setut).

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web