Polícia

Mulher acusada de matar colega com tesoura em Teresina é indiciada

De acordo com o Núcleo de Feminicídio do DHPP, a mulher escreveu um bilhete em que afirma ter matado a colega por estar cansada de ser acusada de furtos na loja, mas a versão foi desmentida.
07/08/2020 11h38 - atualizado

Maria do Socorro, acusada de assassinar Silvania Oliveira Lima a golpes de tesoura no último dia 30 de julho, foi indiciada nessa quinta-feira (06) após o Núcleo de Feminicídio do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) concluir o inquérito.

Segundo informações da delegada Luana Alves, Maria do Socorro relatou em um bilhete que teria assassinado a colega de trabalho por estar cansada de ser acusada de furtos dentro da loja onde as duas trabalhavam no Centro de Teresina.

  • Foto: DivulgaçãoMaria do Socorro, acusada de matar colega com golpes de tesouraMaria do Socorro, acusada de matar colega com golpes de tesoura

Segundo a delegada, a versão da acusada foi desmentida após a proprietária do estabelecimento declarar que nunca houve registro de furtos ou situações parecidas dentro da loja. A delegada informou que funcionários também foram ouvidos e relataram que nunca houve conflito entre as duas.

  • Foto: DivulgaçãoSilvania Oliveira Lima, morta a golpes de tesouraSilvania Oliveira Lima, morta a golpes de tesoura

Conforme a polícia, a tesoura utilizada no crime foi apreendida e Maria do Socorro foi indiciada pelo crime de homicídio qualificado, devido à impossibilidade de defesa da vítima.

Mais na Web