Polícia

Protocolo de morte encefálica de Gabriel Nogueira é aberto no HUT

Segundo o hospital, após ter findado o prazo de 24 horas da realização da cirurgia, por conta do uso de sedativo, a equipe de saúde que acompanha Gabriel realizou uma reavaliação do seu quadro.
19/07/2019 10h40 - atualizado

Na manhã desta sexta-feira (19), o Hospital de Urgência de Teresina abriu protocolo de morte encefálica do estudante Gabriel Brenno Nogueira da Silva Oliveira de 21 anos. O jovem foi baleado na cabeça na quarta-feira (17), no Centro de Teresina.

De acordo com o HUT, deu entrada no dia, 17 de julho, às 7h42, vítima de arma de fogo na região da cabeça próximo a nuca e imediatamente foi encaminhado para o centro cirúrgico, onde passou por cirurgia neurológica para reparar os danos causados pela bala (drenar o hematoma diminuindo assim a pressão intracraniana).

  • Foto: Reprodução/FacebookGabriel Brenno Nogueira.Gabriel Brenno Nogueira.

Segundo o hospital, após ter findado o prazo de 24 horas da realização da cirurgia, por conta do uso de sedativo, a equipe de saúde que acompanha Gabriel realizou uma reavaliação do seu quadro de saúde. Diante da suspeita de Morte Encefálica a equipe decidiu por abrir o Protocolo de Morte Encefálica.

 “Esse Protocolo é composto por três exames (dois clínicos e um de imagem) que devem ser realizados no prazo mínimo de 24 horas após sua abertura. É importante esclarecer que a abertura desse Protocolo não é uma confirmação do quadro de ME, mas sim, a aplicação de testes e exames que irão confirmar ou não se o Gabriel ainda apresenta atividade cerebral”, informou a assessoria do HUT.

Mais na Web