Política

PSB expulsa deputado Átila Lira por votar a favor da reforma

O Diretório Nacional do PSB decidiu por 82 votos a 4, expulsar o deputado federal nesta sexta-feira (30).
  • DA REDAÇÃO
30/08/2019 16h23 - atualizado

Nesta sexta-feira (30), o Diretório Nacional do PSB decidiu por 82 votos a 4, expulsar o deputado federal Átila Lira por votar a favor da reforma da Previdência, contrariando a posição do partido.

Segundo o G1, o texto foi aprovado em primeiro turno em julho. Já em agosto, a proposta foi aprovada em segundo turno e enviada ao Senado. Átila Lira votou a favor da reforma nos dois turnos.

  • Foto: DivulgaçãoÁtila LiraÁtila Lira

O diretório ao analisar o caso de Átila Lira resolveu expulsar o deputado por considerá-lo reincidente no descumprimento de decisões da legenda, informou o G1.

O parlamentar em abril de 2017 votou a favor da reforma do então presidente Michel Temer que alterou a legislação trabalhista. Com a expulsão de Lira, a bancada do PSB na Câmara passará de 32 para 31 deputados.

Defesa

O deputado Átila Lira não compareceu à reunião do Diretório Nacional do PSB e entregou a defesa por escrito. No documento, o deputado justificou o voto favorável à reforma da Previdência afirmando que o texto final foi mais equilibrado do que o proposto pelo governo federal, informou o G1.

O parlamentar disse que os pontos modificados durante a tramitação na Câmara tornaram "seu efeito mais brando e justo aos trabalhadores".

O Relator do caso, o ex-deputado Domingos Leonelli considerou a situação de Lira como grave e votou pela expulsão. Leonelli afirmou que o PSB não era contra qualquer reforma da Previdência, mas contra a reforma proposta.

Segundo o G1, o relator afirmou haver "constante desalinhamento" de Átila Lira em relação às atividades partidárias, votando de forma contrária ao posicionamento do partido, segundo ele, em "inaceitáveis 71% das deliberações" na Câmara.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web