Piauí

Teresina amanhece sem ônibus nas ruas devido a paralisação

A categoria decidiu suspender as atividades e não retirar os ônibus da garagem. Segundo eles, os serviços serão retomados somente quando o dinheiro referente aos salários estiver na conta.
21/06/2018 08h40 - atualizado

Motoristas e cobradores do sistema de transporte rodoviário de Teresina decidiram parar as atividades e não sair da garagem das empresas na manhã desta quinta-feira (21). Segundo eles, os serviços serão retomados somente quando o dinheiro referente aos salários estiver na conta.

A decisão de parar totalmente as atividades foi acatada pelos trabalhadores durante uma Assembleia Extraordinária realizada na manhã de hoje nas garagens das empresas de ônibus. A categoria já havia informado nessa quarta-feira (20) que a paralização poderia ocorrer a partir das primeiras horas de hoje.

  • Foto: DivulgaçãoÔnibus do Mocambinho

Francisco das Chagas, vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores de Empresas de Transporte Rodoviários do Estado do Piauí (Sintetro-PI), disse que o problema vem ocorrendo devido a “queda de braço entre a Prefeitura de Teresina e o Setut que consequentemente está afetando os trabalhadores”.

A principal reivindicação é o atraso no pagamento do adiantamento quinzenal, conseguido através de convenção coletiva de trabalho, que não está sendo repassado aos trabalhadores. O vice-presidente do Sintetro-PI afirmou que o problema vem se arrastando há muito tempo, pois o pagamento do adiantamento quinzenal deveria ser feito aos trabalhadores até o dia 20, mas não foi depositado.

Devido a decisão acatada pela categoria, não há previsão para os ônibus coletivos voltarem a circular nas ruas da cidade. “Os trabalhadores resolveram retornar o trabalho somente após o pagamento, para ver se nos próximos meses o Setut e a prefeitura entrem em um acordo e resolvam essa situação”, esclareceu Francisco.

Mais na Web