Política

Vice diz que não assumiu prefeitura e denuncia 'armação' de Vilma Amorim

O vice afirmou em publicação no Diário dos Municípios, “que não houve transmissão do cargo de prefeito".
06/03/2018 19h37 - atualizado

Publicação feita nesta terça-feira (6) no Diário Oficial dos Municípios pelo vice-prefeito de Esperantina, Jânio Ferreira de Aguiar Filho (PSB), poderá trazer sérias complicações a prefeita Vilma Amorim (PT).

É que o vice afirma, em outras palavras, ter sido alvo de uma “armadilha”, travestida de reunião, onde teria assinado documento por solicitação da prefeita, no qual constava a transmissão de cargo entre os dias 09 de fevereiro a 01 de março, período no qual a gestora esteve viajando para o exterior. Jânio Filho nega ter assumido a prefeitura de Esperantina.

No documento, o vice-prefeito avisa as autoridades e ao povo de Esperantina, que não é responsável pelos atos praticados na gestão do Poder Executivo Municipal “durante o afastamento da senhora Prefeita Municipal Vilma Carvalho Amorim em viagem que fez a Itália”.

  • Foto: Reprodução/FacebookPrefeita de Esperantina, Vilma Amorim.Prefeita de Esperantina, Vilma Amorim

O vice afirma na publicação, “que não houve transmissão do cargo de prefeito, não fez assinatura digital junto as agências bancárias, não assinou cartão de autógrafo como gestor do município, não realizou nenhum pagamento, não assinou nenhum contrato, não concedeu nenhuma audiência e não assinou nenhum documento como ordenador de despesa”.

Vilma Amorim está sendo investigada pelo Ministério Público por ter se ausentado do país por mais de 15 dias em descompasso com a Constituição Federal, que prevê nesse caso a perda do mandato.

Confira aqui a carta do vice-prefeito Jânio Ferreira de Aguiar Filho.

  • Foto: Diário dos MunicípiosVice nega ter assumido prefeitura e afirma ter sido enganado ao assinar documento de transmissão de cargoVice nega ter assumido prefeitura e afirma ter sido enganado ao assinar documento de transmissão de cargo

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web