Viagora

Procurador Eleitoral quer a cassação da prefeita Ceiça Dias

O procurador Regional Eleitoral, Israel Gonçalves Santos Silva, emitiu parecer, no dia 25 de maio, pela cassação do mandato da prefeita de Valença Ceiça Dias e do vice-prefeito Benedito Gomes.

O Procurador Regional Eleitoral, Israel Gonçalves Santos Silva, emitiu parecer, no dia 25 de maio, pela cassação do mandato da prefeita de Valença Ceiça Dias e do vice-prefeito Benedito Gomes. O relator do processo no Tribunal Regional Eleitoral é o juiz Antônio Lopes de Oliveira.

A ação de investigação judicial eleitoral foi ajuizada pela Coligação “Nossa união é com o povo”, que tem como advogados José Maria de Araújo Costa, Luís Francivando Rosa da Silva e Paulo Nascimento de Araújo.

Os alvos são a prefeita, o vice-prefeito e Walfredo Val de Carvalho Filho, à época gestor do município, por abuso de poder político. Walfredo teria usado de sua função para favorecer os então candidatos à prefeitura, com pinturas em prédios públicos com as cores da campanha e inauguração de obras em que mencionava o trabalho de seu grupo político.

  • Foto: Facebook/Ceiça DiasPrefeita CeiçaPrefeita Ceiça

O juiz de primeira instância julgou improcedente os pedidos. Inconformados, os advogados da coligação apresentaram recurso eleitoral requerendo a cassação dos diplomas dos candidatos eleitos na chapa majoritária, pela prática do abuso de poder político e apuração pelo Ministério Público da conduta praticada pelo ex-prefeito.

Em sua manifestação, o procurador eleitoral avaliou que o benefício aos dois candidatos eleitos ficou evidente e que as provas entregues pelos autores da denúncia “demonstram, de forma clara, o abuso de poder político perpetrado pelos investigados e consubstanciado, em uma de suas nuances, na pintura - de forma maciça - na cor verde, dos prédios públicos pelo prefeito, à época, em evidente benefício dos candidatos pertencentes à Coligação “UM NOVO TEMPO””.

O procurador ressaltou que os ilícitos praticados são graves e apontou três motivos : em razão do descumprimento da norma constitucional (princípio da moralidade) que, por si só, ostenta a gravidade; a prática reiterada da conduta nas eleições 2012 e 2016 pelo ex-prefeito Walfredo; as inúmeras inaugurações às vésperas da eleição e, ainda, a ampla divulgação em redes sociais desses fatos atingindo muitos eleitores da citada. Assim, se manifestou pelo provimento do recurso interposto pela coligação e cassação de Ceiça Dias e  Benedito Gomes.

Outro lado

O Viagora tentou contato o ex-prefeito Walfredo, por telefone, mas não conseguiu localizá-lo. Também foi tentado contato com a prefeita Ceiça Dias, mas as ligações não foram atendidas.

Facebook
Indicado para você
Veja também