Viagora

Vias vazias e pontos de ônibus cheios marcam Greve Geral em Teresina

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores de Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro), a paralisação deve permanecer até o meio dia.

Vias vazias, pontos de parada de ônibus lotados de passageiros. Esse é o clima da manhã desta sexta-feira (30), em Teresina. Com a Greve Geral nacional convocada pelas centrais sindicais, motoristas e cobradores dos ônibus coletivos cruzaram os braços.

  • Foto: Isabela de Meneses/ViagoraPonto de ônibus na Frei SerafimPonto de ônibus na Frei Serafim

Na avenida Frei Serafim, principal corredor de tráfego da capital, apenas carros de passeio trafegam. Por volta de 8h, alguns ônibus coletivos passaram, vazios e com letreiros desligados. Os motoristas avisaram que estavam retornando à garagem.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores de Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro), a paralisação deve permanecer até o meio dia. Apenas 30% da frota iria circular, segundo o presidente do sindicato. Em uma das paradas na Avenida Frei Serafim, duas mulheres relataram que esperaram ônibus por quase 1 hora. 

Alguns veículos coletivos estão fazendo transporte de passageiros, mas muitas pessoas não conseguem utilizá-los, pois não possuem o sistema eletrônico de pagamento da passagem.

Segundo levantamento da Central Única dos Trabalhadores (CUT), sete categorias aderiram ao movimento no Piauí, são elas: comerciários, bancários, construção civil, rodoviários, servidores do município, servidores do Estado e Educação. Neste último estão inseridos a Uespi, UFPI e IFPI.

Facebook
Indicado para você
Veja também