Viagora

Zona Norte reúne 40% dos atendimentos da Defesa Civil em Teresina

No mapeamento feito pela agencia foram detectadas 56 áreas de risco existentes na capital, e a zona Norte concentra 40% das ocorrências e risco de alagamento, desabamento e deslizamento.

Durante o período chuvoso em Teresina, a Defesa Civil intensifica o trabalho realizado, e somente no mês de janeiro, foram antecipadas cerca de 30 ocorrências emergenciais pelo telefone 153. A Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi) está monitorando todos os pontos em situação de risco por meio da Gerência de Defesa Civil.

No mapeamento feito pela agencia foram detectadas 56 áreas de risco existentes na capital, e a zona Norte concentra 40% das ocorrências e risco de alagamento, desabamento e deslizamento próximo a residências. Os agentes da Defesa Civil realizam o primeiro atendimento no local e encaminham as demandas para as Superintendências de Desenvolvimento Urbano e Rural (SDUs/SDRs).

As SDUs e SDRs fazem uma vistoria e avaliam o grau de comprometimento das construções. Após avaliação da equipe de Engenharia, é feito um segundo encaminhamento para a equipe de socioassistencial da Semcaspi. Por meio do Programa Cidade Solidária, as famílias em situação de vulnerabilidade recebem um auxílio financeiro destinado a sanar a demanda habitacional, o aluguel solidário.

  • Foto: Divulgação/Prefeitura de TeresinaZona Norte concentra 40% dos atendimentos da Defesa Civil em TeresinaZona Norte concentra 40% dos atendimentos da Defesa Civil em Teresina

Segundo a gerente de Proteção Social Básica da Semcaspi, Kânia Brito, atualmente há 346 famílias cadastradas no programa Cidade Solidária nas duas modalidades, Aluguel Solidário e Família Acolhedora. Em janeiro deste ano, 14 famílias começaram a receber o auxílio aluguel.

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Deolindo Nascimento, o órgão está fazendo visitas frequentes em todas as áreas de risco. O trabalho integrado com as Superintendências de Desenvolvimento Urbano (SDUs) e as Superintendências de Desenvolvimento Rural (SDRs) também verifica os sistemas de drenagem e é feito limpeza de bueiros para evitar transtornos causados pelas chuvas.

A Defesa Civil alerta que os locais em situação mais crítica são: Parque da Vitória, Parque Eliane e Irmã Dulce na zona Sul; Vila Apolônio, Parque Brasil e Parque Alvorada na zona Norte; Vila Mandacaru, Pedra Mole e Vila do Avião na zona Leste; Pedro Balzi, Vila Verde e Deus Proverá na zona Sudeste. Na zona rural o acompanhamento está sendo realizado no povoado Santa Luz, São Vicente e Cajazeira.

Facebook
Indicado para você
Veja também