Viagora

Sesapi investiga morte de jovem por dengue hemorrágica em Parnaíba

Conforme o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS), a vítima é uma adolescente do sexo feminino, de 17 anos que deu entrada no Hospital Dirceu Arcoverde (HEDA).

Nesta terça-feira (19), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi) atualizou o cenário epidemiológico da dengue no Piauí e informou que as equipes investigam mais um caso de morte em decorrência de dengue hemorrágica na cidade de Parnaíba. A vítima é uma adolescente do sexo feminino, de 17 anos que deu entrada no Hospital Dirceu Arcoverde (HEDA) apresentando sintomas e veio a óbito.

Conforme dados do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS), até o momento no Estado foram registradas duas mortes confirmadas, sendo um homem de 19 anos e uma criança de 9 anos, e duas em investigação por dengue, uma mulher de 45 anos e a adolescente de 17 anos, em Parnaíba.

Segundo a Coordenadora Estadual de Epidemiologia da Sesapi, Amélia Costa, o agravamento da dengue foi a causa da morte, conforme a Declaração de óbito, porém o Ministério da Saúde não aceita a ocorrência visto que é necessário realizar exames laboratoriais para finalizar o protocolo.

“O atestado de óbito da adolescente saiu como “causa mortis” Dengue Hemorrágica, mas o Ministério da Saúde não está aceitando como mais um óbito pela doença porque não foram feitos os exames laboratoriais pertinentes, uma vez que a jovem já chegou em estado gravíssimo e evoluiu para a morte”, explica Amélia Costa.

Por isso, a coordenadora Amélia Costa ressalta a importância da sorologia no paciente para que os profissionais de saúde possam comprovar a doença.

“Todo paciente grave, com sinais de alerta para dengue, deve ser coletado o material para ser encaminhado ao Lacen para confirmação laboratorial”, alerta a gestora.

A Sesapi explica ainda que a dengue hemorrágica é mais frequente em pacientes que já foram diagnosticados com dengue pela segunda vez, além disso a doença pode ser diferenciada de outros tipos de dengue por volta do terceiro dia com o surgimento de hemorragias.

Por fim, a Secretaria informa que os principais sintomas da doença são dor intensa na barriga, vômitos persistentes, acúmulo de líquidos nas cavidades do corpo (abdômen, coração e pulmão), sangramentos, apatia ou irritação, tontura ao levantar, aumento do fígado e aumento da concentração do sangue.

Facebook
Indicado para você
Veja também