Viagora

Vendedores cobram por reforma no Troca-Troca no Centro de Teresina

A SAAD Norte informou que já foi dado início ao plano de reforma do centro de comercialização e também ponto turístico.

  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 1 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 2 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Antônio Batista, administrador do Troca-Troca em Teresina 3 / 19 Antônio Batista, administrador do Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 4 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 5 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 6 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 7 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 8 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora José Alberto, Superintendente da SAAD Centro 9 / 19 José Alberto, Superintendente da SAAD Centro
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 10 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 11 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 12 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 13 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 14 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 15 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 16 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 17 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 18 / 19 Troca-Troca em Teresina
  • Luis Marcos/ Viagora Troca-Troca em Teresina 19 / 19 Troca-Troca em Teresina

Um dos mais tradicionais centros de comercialização popular de Teresina, o Troca-Troca, está passando por problemas na sua estrutura devido a falta de reformas, foi o que declararam alguns vendedores do local ao Viagora.

Localizado no centro da capital e com mais de 30 anos de existência, o local, com dezenas de permissionários comercializa produtos váriados, como eletrodomésticos, móveis e utensilíos em geral.

O administrador do local, Antônio Batista, popularmente conhecido como Seu Ceará, afirmou que para manter o patrimônio da cidade funcionando, é preciso tirar dinheiro do próprio bolso por falta de incentivo da prefeitura.

“Aqui quem cuida é a prefeitura. Mas aqui não tem ajuda de ninguém, nem de prefeitura nem de ninguém.  Aqui eu arrecado um dinheiro, pago zelador, pego vigia. Mas o dinheiro pra cuidar do lugar vem de nós mesmos” explica

Seu Ceará ainda fala que as promessas para o início das obras de reforma já vêm de muito tempo por parte da prefeitura, porém, nunca foram iniciadas. “Está com um ano, está desde as campanhas. Aqui precisa melhorar o teto, a instalação, o banheiro, a segurança. Nós estamos abandonados pela segurança aqui”, encerra.

Vendas pós pandemia

Os permissionários do local também relataram que no início da pandemia de Covid-19, as vendas dos produtos diminuiram consideravelmente. Valdemar Nunes, um dos vendedores, explica que a falta de incentivo por parte da prefeitura afeta muito negativamente a parte financeira. “As vendas aqui estão muito péssimas, aqui está ruim. Estou ganhando o almoço para comer na janta. E nós não temos nenhum incentivo”.

Já Antônio Bezerra, outro vendedor, afirma que as vendas caíram bastante. “A situação da venda caiu. Eu não vou dizer 100%, mas ela caiu por volta de 70%. Nós não vendemos na internet. Nós encontramos muita dificuldade de vender na internet. E aqui a gente se vira como pode”, explica.

Outro lado

José Alberto, secretário executivo da Superintendência de Ações Administrativas Descentralizadas SAAD-Centro, estava no local no momento da reportagem, com uma equipe de engenheiros para dar inicio ao plano de reforma do ponto turístico.

Ele explica que a reforma do local já está autorizada, e que além dela, existe um possível plano de extensão para ambos os lados, aumentando o tamanho do ponto turístico. “Nós estamos aqui com os técnicos da área de engenharia da SAAD Centro por ordem do prefeito Dr. Pessoa e do superintendente Roncalli Filho, justamente para fazer todo um levantamento da estrutura existente aqui no troca-troca para providenciar imediatamente a reforma da estrutura existente, e paralelamente nossa equipe vai fazer um estudo, um projeto, para uma possível ampliação para os dois lados.”

Questionado se existe um prazo para inicialização e conclusão dessa reforma e desse novo projeto de expansão, ele explica: “Isso demanda um pouco mais de tempo pois uma ampliação exige um estudo maior, mas a estrutura existente já está autorizada. O prefeito determinou que a gente estivesse aqui hoje para poder orçar e poder executar a reforma”, relatou.

Facebook
Indicado para você
Veja também