Viagora

"Mutirão de Cirurgias Eletivas 2022" é lançado no Piauí

O lançamento aconteceu nesta quarta-feira (29), no Palácio de Karnak, no centro de Teresina.

O lançamento do Mutirão de Cirurgias Eletivas 2022, através do projeto “Estratégia de Ampliação do Acesso aos Procedimentos Cirúrgicos Eletivos 2022”, aconteceu na manhã desta quarta-feira (29) no Palácio de Karnak, no centro de Teresina.

Estavam presentes na solenidade a governadora do Piauí, Regina Sousa, o secretário do Estado da Saúde, Neris Júnior, o ex-secretário da Saúde, Florentino Neto, o deputado estadual Francisco Costa, a diretora da unidade de Piripiri, Dr. Celene Rodrigues, entre outras direções.

Foto: Bruna Sousa/ ViagoraMutirão de Cirurgias eletivas
Mutirão de Cirurgias eletivas

De acordo com o Governo do Piauí, serão realizadas 15 mil consultas oftalmológicas e 12 mil cirurgias de catarata. As cirurgias vão contemplas as 11 regiões de saúde, 223 municípios e 4 macrorregiões. Serão realizados os procedimentos cirúrgicos em pontos de atenção de componente hospitalar de gerência ou gestão estadual.

Conforme a Sesapi, o público prioritário da ação é a população idosa acima de 60 anos de idade, preferencialmente, pacientes que já estejam inseridos nos sistemas de regulação, principalmente aqueles com regulação para a cirurgia de catarata. A perspectiva é de realizar 20.010 cirurgias eletivas até o final deste ano, intensificando as cirurgias eletivas realizadas na rotina e complementando com mutirões. 

A govenadora Regina Sousa afirma que a pandemia atrasou as demandas, e que o Mutirão vai intensificar o atendimento da população que aguarda por cirurgia.

“As filas das Cirurgias Eletivas é um avanço. A gente tem uma demanda, e a pandemia reprimiu mais ainda essa demanda. Tivemos uma queda muito grande nas cirurgias dos olhos, nas cirurgias ortopédicas, cirurgias pediátricas de todo tipo. A gente tá fazendo esse esforço para até fim do ano dar razão a elas. Todas as equipes se voltarem para diminuir as filas das cirurgias eletivas. Agora é hora de intensificar, para diminuir as filas, porque tem pessoas na fila que ficam sem perspectiva de saber quando vai fazer, se a gente faz esse mutirão que vai atender mais de 20 mil pessoas, acho que vamos dar uma baixa até o final do ano”, disse.

O secretário Neris Júnior destaca que a Sesapi estará realizando o incremento de mais cirurgias de catarata e que outros hospitais estarão disponíveis com os novos equipamentos.  “É de parte da Secretaria de Saúde fazer parte desses mutirões lançamento desses mutirões, de maneira anual. Neste ano, vamos está fazendo um incremento de quatro cirurgias a mais de cirurgia da catarata. Vamos está com outros hospitais que fizemos investimentos nesse período, para que pudéssemos inaugurando centros cirúrgicos, levando os equipamentos mais modernos na rede hospitalar e também a qualificação desses profissionais”, afirmou.  

A diretora Celene Rodrigues, explica sobre o funcionamento das filas e o método de atendimento no Mutirão. “A nossa fila, ela é uma fila constante, porque temos ambulatórios e cirurgias especializas. Então temos cirurgias geral, cirurgias ortopédicas, cirurgias pediátricas e outros tipos de cirurgias. Cada especialidade com ambulatório, essa fila é crescente. A ideia agora dessa nova implantação dos Mutirões é atender toda essa fila, que a gente atende a macrorregião de Piripiri, que é o território dos Cocais, e isso a gente vai ter a meta atingida zerando a fila, e contemplando imediatamente esses ambulatórios que estamos fazendo semanalmente. É um projeto riquíssimo, onde todo usuário do SUS pode ser contemplado de imediato, é óbvio que na fila existem pacientes que estão aptos a serem atendidos, mas precisam fazer uma nova revisão dos seus exames, para que ele tenha total segurança, que também é essa a nossa ideia, de segurança do paciente no momento de passar pelo procedimento cirúrgicos.”

Por: Bruna Sousa 

Facebook
Indicado para você
Veja também