Viagora

Consumo de refrigerantes cai entre estudantes de Teresina, diz IBGE

De acordo com o IBGE, o consumo de alimentos saudáveis como frutas, verduras e legumes cresceu entre os adolescentes da capital.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), através da Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE), divulgou dados que apontam que adolescentes com idades entre 13 a 15 anos de Teresina estão consumindo cada vez menos refrigerantes e guloseimas. O levantamento foi realizado de 2009 a 2019.

De acordo com o PeNSE, para a realização da pesquisa cinco tipos de alimento foram selecionados para análise de evolução no consumo, três deles considerados saudáveis, como feijão, legumes e frutas; e dois marcadores de alimentação não saudável, como refrigerantes e guloseimas. Foi considerado o consumo desses itens por pelo menos cinco dias na semana.

Segundo o levantamento, 26,7% dos estudantes de Teresina realizavam consumo habitual de refrigerantes no ano de 2009, dado que caiu em 2019, quando a porcentagem chegou a 12,2%. A queda também se fez presente na ingestão de guloseimas, já que em 2009 a proporção era de 42,1%, e caiu para 29,8% no ano de 2019.

Conforme informações do IBGE, como marcador de uma possível evolução nos hábitos alimentares, os adolescentes teresinenses passaram a consumir mais legumes e verduras. Em 2009, o consumo chegava a 25,9%, e foi para 33,3% em 2019. A ingestão de frutas nesse grupo também apresentou aumento, indo de 24%,8 para 28,4%.

No entanto, a PeNSE pontua que o consumo habitual de feijão sofreu redução entre os estudantes da capital. No ano de 2009 a porcentagem chegava a 54,1%, apresentando queda de 3,8% em 2019.

Mais conteúdo sobre:

Teresina

Piauí

IBGE

Teresina

Facebook
Indicado para você
Veja também