Viagora

Projeto Tranquilamente realiza ações de saúde mental em escola de Teresina

A ação foi promovida pelo Centro de Ensino de Tempo Integral (Ceti) João Henrique de Almeida Sousa com o objetivo de auxiliar os estudantes por meio de equipes de psicólogas e assistentes sociais.

O Centro de Ensino de Tempo Integral (Ceti) João Henrique de Almeida Sousa tem desenvolvido uma série de ações através do Projeto "Tranquilamente, voltadas para a saúde mental, juntamente com a 19° Gerência Regional de Educação (GRE), com o objetivo de ajudar estudantes na zona sul de Teresina.

Segundo o Ceti, por meio de escutas realizadas pela equipe multiprofissional de psicólogos e assistentes sociais, foi identificada grande quantidade de alunos que sofrem com ansiedade e depressão, a maioria advinda de problemas no ambiente familiar. A escola e a equipe se responsabilizaram a realizar atividades de suporte sobre saúde mental aos jovens.

Ainda conforme o Ceti, a instituição aproveitou o momento de entrega do boletim de notas e promoveu uma palestra voltada para os pais e responsáveis com a temática:  A Família Como Primeiro Espaço de Saúde Mental, ministrada pela psicóloga Simone Medeiros e a assistente social Mayra Soares Veloso.

O Ceti informou que a ação faz parte do Projeto "Tranquilamente”, elaborado pela equipe e executado nas escolas. A psicóloga Simone Medeiros destaca a importância de abordar o tema de saúde mental. “Diante de tais demandas faz-se necessário o trabalho voltado para a saúde mental dos estudantes, como também trabalhar com as famílias uma vez que a maioria dos casos relatados às causas do sofrimento psíquico surgem de questões no contexto familiar e social”, informa Simone Medeiros.

Segundo a diretora do Ceti, Djanira Alencar, é primordial trabalhar a saúde mental dentro das escolas tendo em vista que todos passaram por situações delicadas durantes os dois anos de pandemia.

“É muito importante trabalhar a questão da saúde mental nas escolas, tendo em vista que nós estamos no limite. Passamos por situações muito delicadas durante esses 2 anos de pandemia, problemas familiares, dentre outras questões que advêm lá de fora, mas que terminam interferindo no processo de ensino aprendizagem. Nosso intuito é dar esse apoio emocional e suporte que os nossos alunos estão precisando.”, relata a diretora.

Mais conteúdo sobre:

Teresina

Piauí

Educação

Facebook
Indicado para você
Veja também