Viagora

Ambulatório masculino da UBS Santa Maria da Codipi recebe prêmio

A premiação foi concedida durante o XXXVI Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde em Campo Grande (MS).

A Fundação Municipal de Saúde (FMS) participou do XXXVI Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde e foi premiada como “A melhor experiência do Estado do Piauí”. A ação é resultado da atuação do ambulatório masculino, que funciona na Unidade Básica de Saúde (UBS) da Santa Maria da Codipi, zona Norte de Teresina. O congresso foi realizado entre os dias 12 a 15 de julho deste ano, em Campo Grande (MS).

Segundo a FMS, o prêmio é um documentário da série Webdoc Brasil Aqui tem sus, realizado pelo Ministério da Saúde. A temática abordada é “Cuidado ampliado à saúde do homem na Atenção Primária de Saúde (APS) de Teresina”.

Foto: Divulgação/PMTIntegrantes da FMS prestigiam congresso nacional.
Integrantes da FMS prestigiam congresso nacional.

Ainda conforme a pasta, o ambulatório masculino da UBS é um projeto da equipe 06 da Estratégia Saúde da Família (ESF). A autoria é de Livia Maria Mello Viana, coautoria de Bárbara Pinheiro Gama, junto a Regina Lúcia Silva de Mesquita, Walflânia Keila Viana e Maria das Graças Oliveira da Silva.

A FMS informou ainda que o ambulatório funciona na primeira quarta-feira de cada mês, no período da tarde e o próximo atendimento ocorrerá no dia 03 de agosto.

A enfermeira Livia Mello Viana explicou que diversos homens já buscaram atendimento no local e realizaram consultas, além de receberem dose das vacinas difteria, tétano e hepatite B e serviços de enfermagem.

“Percebemos o interesse dos homens por esse serviço que inclui consultas, exames de rotina, avaliação das queixas, atualização vacinal, antropometria (medidas do corpo do homem), verificação de pressão arterial, orientações em saúde e autocuidado e em alguns casos foram feitos encaminhamentos para especialidades”, afirma enfermeira.

Ambulatório masculino

De acordo com a FMS, os homens da capital podem receber atendimento no ambulatório masculino sem realizar agendamento prévio, basta ter idade entre 20 e 59 anos e apresentar o CPF ou cartão do SUS.

Além disso, a fundação comunica que o paciente deve levar o cartão de vacina e se tiverem resultados de exames recentes (com menos de 4 meses) devem mostrar no momento de atendimento.

Os atendimentos integram a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde do Homem (PNAISH) que visa, principalmente, a realização de ações de saúde que possam contribuir significativamente no entendimento da singularidade masculina.

A pasta compreende ainda os mais variados contextos socioculturais e político-econômicos, além disso o aumento da expectativa de vida e a redução dos índices de mortalidade por causas preveníveis e evitáveis.

Facebook
Indicado para você
Veja também