Viagora

Vendedores reclamam de queda nas vendas na Ceasa em Teresina

De acordo com comerciantes, medidas precisam ser tomadas para que a clientela volte para o centro de abastecimento.

  • Sthefany Negreiros/ Viagora Nova Ceasa. 1 / 5 Nova Ceasa.
  • Sthefany Negreiros/ Viagora Nova Ceasa. 2 / 5 Nova Ceasa.
  • Sthefany Negreiros/ Viagora Nova Ceasa. 3 / 5 Nova Ceasa.
  • Sthefany Negreiros/ Viagora Nova Ceasa. 4 / 5 Nova Ceasa.
  • Sthefany Negreiros/ Viagora Nova Ceasa. 5 / 5 Nova Ceasa.

O mercado da Nova Ceasa, localizado no Parque São João, zona Sul de Teresina se encontra com movimento baixo e poucas vendas neste mês de julho. As barracas de legumes, verduras, frutas e outros itens contam com a presença de poucos clientes, o que gera preocupação nos feirantes do estabelecimento.

Ao Viagora o comerciante de verduras e legumes, Edvan, pontuou sobre a escassez de vendas. “As vendas hoje estão muito fracas aqui na Ceasa. O movimento no meio da semana está muito baixo, e o melhor dia de vendas é na quinta-feira, quando vem algumas pessoas de fora, mas geralmente está baixo. Eu acredito que o motivo não seja os preços atuais, e sim a crise geral que todos nós estamos passando”, disse o feirante.

Já Lucas, que vende frutas na Nova Ceasa, medidas precisam ser tomadas para alavancar o movimento do mercado. “As vendas deram uma caída de 95%, e nós precisamos de uma melhoria, algum plano do Governo para uma melhora, porquê aqui não está tendo o comércio que é para ter”, contou o comerciante.
O consumidor Carlos, que compra rotineiramente no local, relata que os preços não estão tão altos, mas que uma queda após a redução do ICMS seria de grande ajuda. “Sobre os preços das frutas, verduras e legumes aqui da Ceasa, eu acho que não estão altos, as vezes fica mais alto, e as vezes mais baixo, é um pouco instável, mas está bom. Agora, se diminuísse após essa redução do ICMS seria bom demais para o bolso do cliente”, concluiu o homem.

ICMS
No dia 12 de julho de 2022, a Governadora do Estado do Piauí, Regina Sousa, sancionou lei publicada na edição extra do Diário Oficial do Estado, que apresenta a redução da alíquota do ICMS para 18% referente a combustíveis, energia e comunicações, o que abrange todos os âmbitos do Estado, inclusive o transporte de mercadorias alimentícias.

Mais conteúdo sobre:

Teresina

Piauí

Nova Ceasa

Teresina

Piauí

Facebook
Indicado para você
Veja também