Viagora

Fiscalização não detecta risco de rompimento em barragens do Piauí

O monitoramento das barragens acontece durante todo o ano, mas foi intensificado no período chuvoso com a criação de uma comissão especial.

O Instituto de Desenvolvimento do Piauí (IDEPI) já realizou a inspeção de 11 das 14 barragens que estão sob a responsabilidade do órgão desde o início do ano, quando foi nomeada uma comissão especial devido ao aumento das chuvas.

De acordo com o engenheiro Gregório Paranaguá, as inspeções têm como objetivo averiguar a necessidade de manutenções preventivas nas barragens, e segundo ele, até o momento, das 11 barragens já inspecionadas, nenhuma corre risco de rompimento.

“As inspeções nortearão a necessidade de manutenções preventivas e/ou corretivas nas barragens monitoradas pelo órgão e, das realizadas até o momento, nenhum grau de risco de rompimento foi constatado”, diz o engenheiro.

  • Foto: Divulgação/ IDEPIIDEPI diz que 11 barragens do Piauí não correm risco de rompimentoIDEPI diz que 11 barragens do Piauí não correm risco de rompimento

 Segundo o Diretor-Geral do instituto, Leonardo Sobral, o trabalho de inspeção está sendo feito com engenheiros barragistas, civis e agrimensores, além de geólogos e outros técnicos da área. Em relação aos sangradouros das barragens, que tem aumentado devido ao período chuvoso, o diretor do IDEPI relata que este é um fator positivo.

“O sangradouro de uma barragem entra em operação quando ela atinge sua capacidade de armazenamento máximo, o que é um fator positivo, pois tem como função reduzir o volume de água evitando, inclusive, os riscos de rompimento das paredes do reservatório. Quando isso ocorre, o sangradouro está fazendo, portanto, a sua função definida em projeto, que é liberar águas excedentes”, explica o diretor.

  • Foto: Divulgação/ IDEPIBarragem no PiauíBarragem no Piauí

De acordo com o órgão, as equipes já inspecionaram as seguintes barragens: Salinas, em são Francisco do Piauí; Piracuruca, em Piracuruca; Algodões, em Curimatá; Pedra Redonda em Conceição do Canindé; Mesa de Pedra, em Valença; Corredores, em Campo Maior; Emparedado, em Campo Maior; Bezerro, em José de Freitas; Poços, em Itaueiras; Estreito, em Simões e Estreito, em padre Marcos.

Facebook
Indicado para você
Veja também