Viagora

Taxa de desemprego registrada no Piauí cai para 11,9%, diz IBGE

Conforme o IBGE, os dados são referentes ao terceiro semestre de 2021. O estado registrou em 2018 taxa de 12,5%, no ano seguinte em 2019, foi 12,9% e em 2020 registrou 13,2%.

Nessa terça-feira (30), nova Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), ponutou que o Piauí registrou a taxa de 11,9% de pessoas desocupadas. É a menor taxa de desocupação desde 2018 e a menor do Nordeste.

Conforme o IBGE, os dados são referentes ao terceiro semestre de 2021. O estado registrou em 2018 taxa de 12,5%, no ano seguinte em 2019, foi 12,9% e em 2020 registrou 13,2%. A redução do número de pessoas desocupadas pode ser observada se comparada ao primeiro e segundo semestres deste ano que registraram, respectivamente, taxas de 15,1% e 15,3%.

Segundo a pesquisa, em termos quantitativos no terceiro trimestre do ano, o Piauí possuía 173 mil pessoas desocupadas, o que representa cerca de 48 mil a menos que no segundo trimestre.

Se comparado a taxa do Brasil , estado apresentou posição abaixo da média registrada pelo país que foi de 12,6% , dessa forma ela é também a menor do Nordeste.

O aumento da atividade informal é um fator que está diretamente ligado a essa redução da taxa de desocupação, além do crescimento de pessoas trabalhando no setor privado da economia sem carteira de trabalho assinada.

Ainda segundo o IBGE, no segundo trimestre deste ano, 188 mil pessoas estavam ocupadas e esse número saltou para 213 mil, registrado no terceiro trimestre, equivalente a uma elevação de 13,1%.

Ainda conforme os dados, o setor de comércio e reparação de veículos automotores e motocicletas, assim como os setores de alojamento, alimentação e indústria geral, apresentaram maior registro de crescimento da ocupação, possuindo aumento 28 mil pessoas em relação ao segundo trimestre 2021.

Mais conteúdo sobre:

IBGE

Facebook
Indicado para você
Veja também