Viagora

"Queremos um bolsonarista na Assembleia", diz Samantha Cavalca

A presidente estadual do PL declarou que o major Diego Melo é o nome escolhido pelo grupo para representação do pleito ao Governo do Piauí.

A jornalista Samantha Cavalca, presidente estadual do PL no Piauí, falou sobre o desafio de comandar um partido político e montar um palanque para o presidente da República Jair Bolsonaro no Estado.

A comunicadora afirmou ao Viagora que sempre esteve próxima do campo político, mas nunca esteve a frente do comando de um partido ou se candidatou a algum cargo no pleito eleitoral, por isso o desafio é algo novo. Samantha Cavalca declarou também que Bolsonaro escolherá sua candidatura no pleito deste ano.

Foto: Luis Marcos/ ViagoraSamantha Cavalcante
Samantha Cavalca
“É um desafio porque é novo, é uma posição nova, eu sempre gostei muito de política e trabalhei muito com isso, mas nunca tinha sido candidata, e agora eu serei candidata ao que tudo indica e também terei que coordenar o PL aqui no Piauí. O Bolsonaro vai decidir o cargo que vou disputar, o que ele decidir em relação a minha candidatura eu farei, Se ele disser que as pesquisas mostram que meu nome está muito bom para deputada estadual então eu vou, mas se ele disser que o partido precisa de mim como deputada federal então eu vou, se quiser como senadora eu também vou. Ele é o capitão, mas é o general do nosso grupo, ele quem manda”, destacou a comunicadora.

Samantha Cavalca explicou ainda que a principal estratégia da sigla é formar um palanque fortalecido no Estado para o presidente Jair Bolsonaro. A líder estadual do PL fez críticas as pessoas que apoiavam candidatos de diversos partidos e ressaltou que a sigla somente aceitará candidaturas que apoiem a chapa de Bolsonaro.

“A primeira estratégia muito clara é um palanque de Bolsonaro, nós só aceitaremos os candidatos que estejam no palanque de Bolsonaro. O que aconteceu recentemente no Piauí foi uma promiscuidade, uma orgia partidária, chamarei até de doença, uma esquizofrenia partidária. Você apoiava um candidato para presidente, outro para o Governo, um deputado estadual, federal, de grupos diferentes, de partidos diferentes. Dentro do PL sob meu comando isso não vai acontecer, as pessoas que aqui ficarem no PL terão que apoiar nossa chapa, o palanque de Jair Bolsonaro. O santinho vai ter Jair Bolsonaro e ele terá candidato ao Governo aqui no Piauí”, explica a jornalista.

A jornalista ressalta que o Partido Liberal tem dialogado com diversas pessoas para construção da chapa a deputado Federal e Estadual e destacou que o partido tem recebido muita adesão e apoio de evangélicos.

“Já estamos conversando com muitas pessoas e tem muitas adesões principalmente dos evangélicos. Nós iremos anunciar essa decisão”, ressaltou.

Foto: Luis Marcos/ ViagoraSamantha Cavalcante
Samantha Cavalca
A líder do PL no Estado também afirmou que sob seu comando o partido possui a principal meta de eleger deputados e deseja concretizar pela primeira vez um deputado de direta na Assembleia Legislativa do Piauí, pois segundo a jornalista na Casa Legislativa não há parlamentares que realmente representem a direita.

“Eleger deputados, nós vamos ter pela primeira vez um deputado realmente de direita na Assembleia Legislativa, e também vamos mandar deputados para o Congresso Nacional sob o palanque de Bolsonaro. De direita não tem ninguém lá na Alepi e nós queremos um bolsonarista na Assembleia”, afirmou.

Quanto a escolha do Major Diego Melo para ser pré-candidato ao Governo do Piauí pelo PL, a jornalista ressaltou que é uma demanda dos apoiadores de Bolsonaro no Estado devido a aceitação do soldado entre os bolsonaristas.

“Eu ouvi muito grupo de Bolsonaro aqui no Piauí e todos eles têm uma consideração e um respeito enorme pelo major Diego que estava pensando em sair do Patriota e desde o início ele se colocou à disposição. Eu sempre costumo avaliar essa possibilidade, se a pessoa ela está disposta a não ser candidata, a ser candidata a governador, ou a vice, ou a senador, e ela aceita em nome de um propósito maior é porque ela merece disputar o maior cargo da majoritária”, declara a jornalista.

Apesar de possuir pré-candidato ao Palácio de Karnak o partido ainda está articulando a escolha do vice que deve ser um nome que represente o grupo evangélico.

“Nós estamos conversando, provavelmente será um grupo evangélico que será representando”, explica.

Questionada se o PSC poderia estar no leque de opções do PL, a jornalista declarou que o partido não possui aproximação com o presidente Bolsonaro e que apenas querem pegar essa bandeira construída pelo presidente.

“Eu não vejo as pessoas do PSC ligadas ao Bolsonaro e nem os representantes do partido, eles estão querendo pegar essa bandeira de Bolsonaro, mas sinto muito dizer para eles que o Bolsonaro terá um candidato aqui no Estado do Piauí”, ressalta Samantha Cavalca.

A possibilidade de disputar com uma chapa pura não foi descartada por Samantha Cavalca que possui estruturas e liberdade para tomar essa decisão. Para a comunicadora Bolsonaro para alternativa a presidência novamente representa uma única via.

“Pode ser, na verdade o PL é um partido muito grande, nós temos tempo de TV, toda uma estrutura do partido e isso nos dá liberdade e temos conforto de poder fazer uma chapa pura. Nós não somos a terceira via, nós somos a única via, o Bolsonaro é a única via”, afirmou a jornalista.

Liderança do PL no Piauí

Na última terça-feira (15), a jornalista aceitou o convite do presidente da República para assumir o PL no Piauí e afirmou que Bolsonaro já sondava a comunicadora muito antes de definir seu destino partidário.

“O presidente Jair Bolsonaro já me sondava, nós temos contato e antes dele ir para o PL ele já me sondava falando que eu iria para o partido que ele fosse. Nessa época ele ainda conversava com o Republicanos, Progressistas, com o próprio PL, foi antes mesmo dele decidir ele já falava para mim. Eu falava para ele ir para o PP, pois eu já estava no partido e não teria o trabalho para me filiar em outra sigla. Quando ele me sondou eu sempre me coloquei a disposição. Ele foi para o PL e isso começou a se concretizar e o Governo Federal está trabalhando muito no Nordeste, o presidente Jair Bolsonaro está dando uma atenção gigantesca ao Nordeste, vide as viagens que ele vem fazendo, é a prioridade máxima do Governo Federal, então isso acaba repercutindo na política também. Quem está cuidando dessa parte política do PL é o filho dele, o senador Flávio Bolsonaro, então ele também começou a montar os palanques pelo Nordeste e o Piauí já saiu na frente”, conclui a comunicadora.

Facebook
Indicado para você
Veja também