Viagora

MDB se reunirá para decidir situação de Jeová Alencar, diz Marcelo Castro

Marcelo Castro destacou que tem opinião própria e firme quanto a possibilidade de saída do vereador, porém deverá expressa-la somente no encontro.

Nesta segunda-feira (21), o senador Marcelo Castro, presidente estadual do MDB no Piauí, afirmou que convocou uma reunião com a executiva do partido para tratar sobre a situação do presidente da Câmara Municipal de Teresina, vereador Jeová Alencar, que deverá sair do partido para compor o Republicanos.

Marcelo Castro destacou que tem opinião própria e firme quanto a possibilidade de saída do vereador, porém deverá expressa-la somente no encontro que será realizado nesta tarde com correligionários.

Foto: Luis Marcos/ ViagoraSenador Marcelo castro
Senador Marcelo castro

“Eu convoquei a executiva do MDB para hoje a tarde com a pauta exclusiva para deliberar sobre esta matéria. Eu tenho minha posição pessoal, mas acho que não devo antecipar uma vez que sou o presidente, eu devo acompanhar a maioria de como o partido está pensando, eu não quero já externar de público a minha opinião antes da reunião, mas é evidente que no encontro vou externar e eu tenho uma opinião própria bastante firme a respeito disso”, explicou o senador.

Diante da movimentação de Dr. Pessoa que auxilia na organização do Republicanos no Piauí junto ao presidente da Empresa Teresinense de Desenvolvimento Urbano (Eturb), João Duarte, o Pessoinha, e já assinou simbolicamente sua ficha de filiação a sigla, o senador Marcelo Castro afirmou que seu desejo seria que o prefeito não saísse do MDB.

“Se dependesse de mim o Dr. Pessoa nunca sairia do MDB. Fica a critério dele, nós nunca pedimos para ele sair e julgo eu que nunca demos nenhum motivo para ele sair, mas as pessoas são livres para entrar e sair”, ressaltou Marcelo Castro.

Quanto a declaração do prefeito sobre a situação de Jeová Alencar afirmando que o MDB estava “prendendo” o vereador, o parlamentar esclareceu que o presidente da Câmara Municipal não havia nem sequer oficializado seu pedido de saída da sigla.

“Está segurando porquê se o Jeová nunca pediu para sair, já pediu? Eu não estou sabendo. Hoje o partido foi convocado por mim para decidir sobre a situação do Jeová, nós vamos decidir hoje a tarde como será o tratamento do MDB com relação ao Jeová”, declarou o senador.

Facebook
Indicado para você
Veja também