Viagora

Nada impede do JVC refletir e voltar a oposição, diz Sílvio Mendes

Ao explicar a trajetória entre os dois líderes políticos, Sílvio Mendes destacou que já passaram de aliados em 2003 para adversários nas eleições de 2010.

O pré-candidato a governador do Piauí, Sílvio Mendes (União Brasil), falou nesta sexta-feira (15) sobre a adesão do ex-senador e empresário João Vicente Claudino (Podemos) a sua pré-candidatura nas eleições de 2022.

Ao explicar a trajetória entre os dois líderes políticos, Sílvio Mendes destacou que já passaram de aliados em 2003 para adversários nas eleições de 2010. A história se repetiu com Ciro Nogueira, quando o Ministro da Casa Civil, trilhou um caminho diferente.

Foto: Luis Marcos/ ViagoraSilvio Mendes
Silvio Mendes

“Tudo tem uma história, vamos lá para o passado. Em 2003 nós fomos aliados e ganhamos as eleições em Teresina. Essa história se repetiu em 2008 e depois nós fomos adversários. Eu já fui [adversário] do Ciro, nós tivemos posições diferentes, mas de maneira educada, civilizada, tanto que na relação pessoal nunca teve arranhão nenhum e permite que a gente retome essas relações de forma absolutamente transparente, a gente não se envergonha em nada.”, explica.

Porém, o pré-candidato ressaltou que o movimento é natural. Sílvio Mendes ressaltou nada impede que JVC retorne para a oposição e apoie a sua pré-candidatura.

“Nada absolutamente nada impede por qualquer razão do João Vicente como homem inteligente refletir e voltar a oposição, ele que foi enganado tantas vezes, então um dia a verdade chega”, finaliza.

Mais conteúdo sobre:

Sílvio Mendes

Facebook
Indicado para você
Veja também