Viagora

PDT oficializa candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República

O candidato já possui carreira na concorrência ao posto de presidente onde em 2018 ficou em terceiro lugar tendo 12,47% do eleitorado.

Na tarde dessa quarta-feira (20), o Partido Democrático Trabalhista (PDT) oficializou a candidatura de Ciro Gomes para a Presidência da República. O candidato já possui carreira na concorrência ao posto de presidente, sendo a primeira vez em 2002, segunda em 1998 e terceira em 2018 onde ficou em terceiro lugar tendo 12,47% do eleitorado.

Durante seu discurso, o ex-governador do Ceará fala sobre sua proposta de reforma tributária que corrigirá a desigualdade no país. “Eu quero unir o país em torno de um novo projeto. Tenho trabalhado nesse projeto há anos. Com o projeto nacional de desenvolvimento, nós vamos vencer inúmeros desafios.”.

O candidato defendeu o fim da atual política de preços da estatal e a privatização da Petrobras. Ele defendeu ainda o fim do teto de gastos, um limite incluído na Constituição para as despesas da União. “Vai ser revogado nas primeiras horas do nosso possível governo”, disse. Para Ciro, o teto de gastos é uma medida “arbitrária e elitista” por “cortar apenas os investimentos na vida do povo e deixar intactos os juros pagos aos banqueiros”, explicou Ciro Gomes.

O Partido informou que a escolha do cargo de vice-presidente ficará a responsabilidade da frente Executiva Nacional do PDT. O partido tem até o dia 15 de agosto para registrar a candidatura. Como não tem alianças formais com outros partidos, o PDT pode ter que fazer como em 2018 e lançar uma “chapa puro-sangue”.

Ciro Gomes

Nascido em Pindamonhangaba (SP), o candidato construí carreira política no Ceará onde foi prefeito de Fortaleza, em 1988, e governador do estado, em 1990.  Renunciou ao cargo de governador, em 1994, para assumir o Ministério da Fazenda, no governo Itamar Franco (1992-1994), por indicação do PSDB, seu partido na época. Ciro foi ministro da Integração Nacional de 2003 a 2006, no governo do então presidente Lula. Deixou a Esplanada dos Ministérios para concorrer a deputado federal e foi eleito. Também exerceu dois mandatos de deputado estadual no Ceará. Tem 64 anos e quatro filhos.

Com informações da Agência Brasil.

Facebook
Indicado para você
Veja também