Após dez meses da tragédia, famílias ainda esperam por residência