Esportes

França bate Croácia e conquista a Copa do Mundo de 2018

França continuou inteira e foi a campeã, com 78% dos seus jogadores com nacionalidades diferentes.
15/07/2018 14h03 - atualizado

A França é campeã da Copa do Mundo. Os franceses bateram os croatas por 4x2. Termina aqui a copa que bateu muitos recordes e que contou com muitos acontecimentos inéditos.

  • Foto: Anne Christine Poujoulat/AFPCampeões da Copa do Mundo 2018Campeões da Copa do Mundo 2018

Aos 18 minutos do primeiro tempo, Griezmann cobra a falta na área e Mandzukic marca contra para os franceses. Esse foi o primeiro gol contra em um final de copa na história. As seleções até o momento estavam muito equilibradas e a Croácia então empatou aos 28 minutos, com  uma bela jogada ensaida que terminou com gol de Perisic. Aos 36 minutos,  Griezmann cobra escanteio, Matuidi tenta o desvio para o gol, e Perisic chega para fazer o desvio, mandando para escanteio. O franceses reclamam muito, pedindo pênalti. O Arbítro de Vídeo entrou em ação pela primeira vez na partida. O juiz assistiu a jogada e marcou a penalidade. Griezmann bate com categoria e aumenta o placar.

O segundo tempo já não foi tão equilibrado assim, a França chega atancando mais e cansando os croatas. Aos 13 minutos em uma jogada espetacular, Pogba dá um belo lançamento para Mbappé, que cruza. A bola chega para Griezmann, que devolve para Pogba. O volante bate de pé direito em cima da zaga, mas pega o rebote e chuta de pé esquerdo. Mais um gol da França. Aos 19 minutos, o jogador mais caro da França marca mais um gol. Mbappé recebe na entrada da área e bate firme. O camisa 10 francês faz seu 4 gol em 7 jogos na copa.

Aos 23 minuots a Croácia diminuiu o placar e Mandzukic marca em um lance bizarro onde o goleiro Lloris tentou driblar o croata e se deu mal.

A partir daí só deu Croácia no ataque, mas a seleção estava exausta.  França continuou inteira e foi a campeã, com 78% dos seus jogadores com nacionalidades diferentes! O primeiro título da equipe francesa foi em 1998, contra o Brasil. Essa é a terceira final da seleção.

E o mundo se despede de uma das melhores copas de todos os tempos. Cheia de novidades: o polêmico arbítro de vídeo, a despedida do Brasil nas quartas, a copa com o maior número de gols com bola parada (foram 70 gols assim em comparação aos 30 da copa de 2014), a inédita classificação da Croácia para final. Craques foram revelados e outros massacrados. Sem dúvidas uma copa incrivel. Agora é aguardar 2022 a Copa do Qatar.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web