Polícia

Governo Federal já tem suspeitas sobre origem de manchas de óleo

De acordo com o presidente Jair Bolsonaro, o mais provável é que tenha sido um vazamento causado por um navio estrangeiro.
  • DA REDAÇÃO
08/10/2019 11h55 - atualizado

Nessa segunda-feira (07), o presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL), disse que as investigações já apontam uma suposta origem das manchas de petróleo que atingem o litoral da Região Nordeste desde o mês passado.

  • Foto: Divulgação/Governo de SergipeManchas de óleo.Manchas de óleo.

De acordo com o presidente, o mais provável é que tenha sido um vazamento causado por um navio estrangeiro e que o produto não teria origem brasileira, uma vez que não é produzido no Brasil, mas disse não poder revelar ainda o país responsável. "O que está constatado é que existe um DNA desse petróleo. Ele não é produzido no Brasil, nem comercializado no Brasil. Aproximadamente 140 navios fizeram trajeto por aquela região, pode ser algo criminoso, pode ser um vazamento acidental, pode ser um navio que naufragou também. Agora, é complexo, existe a possibilidade, temos no radar um país que pode ser o da origem do petróleo e continuamos trabalhando da melhor maneira possível não só para dar uma satisfação para a sociedade, como colaborar na questão ambiental", afirmou Bolsonaro.

Na última semana a Polícia Federal abriu um inquérito para investigar de onde teria partido a substância. A investigação também está sendo monitorada pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (IBAMA) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) desde o dia 2 de setembro, quando as primeiras manchas foram localizadas no litoral nordestino.

Mais na Web