Polícia

Irmão suspeito de matar advogada Izadora Mourão deixou bilhete para vítima

Na mensagem escrita pelo irmão da vítima, João Paulo pede para Izadora não mexer nas coisas dele e nem provocar “confusões” na família.
19/02/2021 10h03 - atualizado

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está analisando uma carta encontrada dentro do quarto da advogada Izadora Mourão, morta a facadas na cidade de Pedro II, escrita pelo irmão, o jornalista João Paulo Mourão, suspeito de cometer o crime.

Na mensagem escrita pelo irmão da vítima, João Paulo pede para Izadora não mexer nas coisas dele e nem provocar “confusões” na família. A polícia acredita que os irmãos teriam desavenças devido à herança.

  • Foto: DivulgaçãoSuspeito de matar advogada a facadas deixou bilhete para a vítimaSuspeito de matar advogada a facadas deixou bilhete para a vítima

“Não mexa nunca nas minhas coisas sem a minha permissão e nem crie nenhuma confusão envolvendo meu nome e o da nossa mãe. Cuide das suas coisas, da sua vida e não crie nunca confusão desnecessária para você nem para nós”, diz um trecho do bilhete.

O irmão de Izadora foi preso nessa segunda-feira (15), após audiência de custódio no Tribunal de justiça do Piauí (TJ-PI). Segundo o advogado de João Paulo, Nestor Ximenes, o bilhete que foi escrito pelo jornalista para a irmã é antigo, e diz respeito a um desentendimento de anos atrás.

Confira o bilhete:

Izadora,

Não mexa nunca nas minhas coisas sem a minha permissão e nem crie nenhuma confusão envolvendo meu nome e o da nossa mãe.

Cuide das suas coisas, da sua vida e não crie nunca confusão desnecessária para você nem para nós.

Pare de criar confusão e se prejudicar. Cuide-se, esqueça a vida alheia, cuide bem dos seus filhos, procure organizar-se em sua vida.

Lembre-se que temos uma mãe já de idade e um irmão especial para cuidarmos.

Para Izadora,

Leia e Reflita.

Mais na Web