Política

Marcelo Castro recebeu R$ 1 milhão de propina da JBS através de Cunha

Esse dinheiro fazia parte dos R$ 30 milhões que o empresário Joesley Batista pagou a Eduardo Cunha, embarcando no projeto de reeleição.
  • VITOR FERNANDES
03/08/2017 16h55 - atualizado

O deputado piauiense e ex-ministro Marcelo Castro (PMDB) recebeu R$ 1 milhão, em cash,  da JBS autorizado pelo deputado federal Eduardo Cunha (PMDB) que buscava se reeleger e alcançar a presidência da Câmara em 2015.

Esse dinheiro fazia parte dos R$ 30 milhões que o empresário Joesley Batista pagou a Eduardo Cunha, embarcando no projeto de reeleição. Essas informações foram publicadas nessa quarta-feira (02) pela revista Época.

  • Foto: DivulgaçãoMarcelo Castro (PMDB-PI) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ).Marcelo Castro (PMDB-PI) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

A Épocainformou que obteve documentos da JBS entregues à Justiça, que mostram a compra indiscriminada de deputados para garantir a reeleição de Eduardo Cunha em 2015. A revista já havia informado que o peemedebista do Rio de Janeiro atuou como tesoureiro informal do PMDB em 2014 e cobrava de empresas, como a JBS, e se certificava de que os deputados fiéis fossem devidamente contemplados. Ele "batia contas" com o então vice-presidente, Michel Temer.

De acordo com planilhas e relatos,  além de R$ 4 milhões à bancada mineira do PMDB, Cunha determinou o pagamento de R$ 1 milhão, em cash, ao deputado e ex-ministro Marcelo Castro. Gastou outros R$ 10,9 milhões direcionando a verba da JBS para empresas que lavavam seu dinheiro e de seus aliados.

  • Foto: ReproduçãoPlanilha da JBS aponta pagamento de propina para ex-deputado Eduardo Cunha.Planilha da JBS aponta pagamento de propina para ex-deputado Eduardo Cunha.

Mais na Web