Piauí

Planilha da JBS mostra sequência de pagamentos a Ciro Nogueira

O documento de corroboração entregue por Joesley Batista à Procuradoria-Geral da República demonstra pagamentos feitos pagamentos de caixa 1 e caixa 2 a diversos partidos.
  • VITOR FERNANDES
13/10/2017 18h20 - atualizado

Um dos documentos de corroboração entregues por Joesley Batista à Procuradoria-Geral da República demonstra pagamentos feitos via caixa 1 e caixa 2 a diversos partidos. No “planilhão”, divulgado por O Antagonista, estão descritas as datas da sequência de pagamentos que resultaram em R$ 42,8 milhões da JBS destinados ao senador piauiense Ciro Nogueira, incluindo os R$ 2,8 milhões que teriam sido repassados ao senador através do Comercial Carvalho.

A planilha mostra que os repasses iniciaram no mês de julho de 2014 e seguiram até a véspera da eleição, em outubro. 

  • Foto: ReproduçãoDocumento mostra repasse de dinheiro da JBS ao senador Ciro Nogueira.Documento mostra repasse de dinheiro da JBS ao senador Ciro Nogueira.

O recebimento dos R$ 42 milhões pelo Ciro Nogueirajá havia sido informada pelo diretor da JBS, Ricardo Saud, em sua delação em maio deste ano. O diretor disse que a empresa distribuiu propina a mais de 1.800 candidatos de 28 partidos políticos nas eleições de 2014. Entre os beneficiados com o repasse, estaria o presidente do Partido Progressista (PP).

  • Foto: Moreira Mariz/Agência SenadoCiro NogueiraCiro Nogueira

Quanto ao Comercial Carvalho, Ciro Nogueira teria recebido em dinheiro vivo R$ 2,8 milhões de propina da JBSem 2014, através da empresa que era um dos clientes da empresa de Joesley Batista. Essa informação foi divulgada pela revista Época no dia 02 de agosto, quando teve acesso à planilha onde estão os registros mantidos pela empresa.

Essa relação do Comercial Carvalho com a JBS já havia sido noticiada pelo Viagorano mês de maio. O proprietário da rede de supermercados negou o envolvimento.

Mais na Web