Polícia

Policial penal baleado em tentativa de assalto morre em Teresina

Conforme o SINDSPEM-MA, Arlindo Neto havia passado por cirurgia nesse domingo (04) para realizar uma drenagem.
05/07/2021 11h03 - atualizado

Na manhã desta segunda-feira (05), morreu o policial penal, Arlindo Lima, de 32 anos, que havia sido baleado durante uma tentativa de assalto no dia 27 de junho em Campo Maior.

O policial estava internado no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Arlindo Neto era lotado no presídio do Maracujá, na cidade de Timon (MA), e deixa a esposa e uma filha.

O Sindicato dos Servidores do Sistema Penitenciário do Maranhão (SINDSPEM-MA), informou que o policial havia passado por cirurgia nesse domingo (04) para realizar uma drenagem.

O caso

Na noite do dia 27 de junho, Arlindo foi baleado durante uma tentativa de assalto registrada no bairro Parque Estrela, em Campo Maior.

Conforme o 15º Batalhão da Polícia Militar de Campo Maior, o policial penal estava com amigos, quando dois criminosos chegaram ao local em uma motocicleta e anunciaram o assalto. Ao perceber que Arlindo Neto estava armado, um dos criminosos efetuou disparos que o atingiram na região do tórax.

Ainda de acordo com a PM, um amigo do policial, acabou sendo baleado no braço e na barriga, foi liberado ainda em Campo Maior, mas o policial penal precisou ser transferido para o HUT, onde passou oito dias internado.

Mais na Web