Polícia

Prefeito Marcelo Crivella é preso em operação no Rio de Janeiro

Crivella foi preso por volta das 6h da manhã em sua residência, na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio, e levado diretamente para a Delegacia Fazendária.
22/12/2020 08h05 - atualizado

Foi preso na manhã desta terça-feira (22), o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (Republicanos), durante uma ação conjunta da Polícia Civil em parceria com o Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-JR). Também foram presos o empresário Rafael Alves,  o delegado aposentado Fernando Moraes, o ex-tesoureiro da campanha do prefeito, Mauro Macedo, e Adenor Gonçalves dos Santos, também empresário.

Além deles, o ex-senador Eduardo Lopes também é alvo da operação, mas não foi encontrado em casa no Rio. O ex-gestor se mudou para Belém, mas deve se apresentar à polícia. A ação, que é um desdobramento da Operação Hades, investiga um suposto QG da propina na Prefeitura do Rio de Janeiro.

Crivella foi preso por volta das 6h da manhã em sua residência, na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio, e levado diretamente para a Delegacia Fazendária. O mandato do prefeito termina em nove dias, e com o vice-prefeito, Fernando McDowell, faleceu em maio de 2918, quem assume a prefeitura interinamente é o presidente da Câmara dos Veradores, Jorge Felipe (DEM).

A decisão da prisão é da desembargadora Rosa Helena Penna Macedo Guita. Os mandados foram cumpridos pela Coordenadoria de Investigação de Agentes com Foro (CIAF) da Polícia Civil e do Grupo de Atribuição Originária Criminal da Procuradoria-Geral de Justiça (Gaocrim) do Ministério Público do Rio de Janeiro.

As investigações tiveram início em 2018, a partir da delação premiada do doleiro Sérgio Mizrahy, que confessou fazer lavagem de dinheiro para uma organização criminosa que supostamente atuaria dentro da Prefeitura do Rio. O delator apontou ainda o empresário Rafael Alves como o chefe da organização, que apesar de não ter cargo na prefeitura, fazia expediente na Cidade das Artes, em uma sala ao lado do irmão, Marcelo Alves, que foi presidente da Riotur.

Mais na Web