Geral

Vendas do comércio cresceram 0,6% em setembro, aponta IBGE

De acordo com a receita nominal, o comércio varejista teve aumento de 2,1% na comparação com agosto, de 13,4% em relação a setembro de 2019, 3,6% no acumulado do ano e 4,2% no acumulado de 12 meses.
  • VIVIANE ROCHA
11/11/2020 15h42 - atualizado

Nesta quarta-feira (11), os dados da Pesquisa Mensal do Comércio foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O volume de vendas do comércio varejista brasileiro cresceu 0,6% entre agosto e setembro deste ano. Visto que já havia atingido seu nível recorde no mês de agosto, continua em crescimento.

Na comparação com agosto, houve alta em cinco das oito atividades pesquisadas: livros, jornais, revistas e artigos de papelaria (8,9%); combustíveis e lubrificantes (3,1%); artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos e de perfumaria (2,1%); equipamentos e materiais para escritório, informática e comunicação (1,1%) e móveis e eletrodomésticos (1%).

De acordo com a receita nominal, o comércio varejista teve aumento de 2,1% na comparação com agosto, de 13,4% em relação a setembro de 2019, 3,6% no acumulado do ano e 4,2% no acumulado de 12 meses.

As vendas do comércio também tiveram alta de 2,8% na média móvel trimestral, de 7,3% na comparação com setembro de 2019 e de 0,9% no acumulado de 12 meses. No acumulado do ano, apresenta estabilidade.

O varejo ampliado também teve altas de 4% na média móvel e de 7,4% na comparação com setembro de 2019. Mas teve quedas de 3,6% no acumulado do ano e de 1,4% em 12 meses.

Segundo a pesquisa, três atividades tiveram queda no período: tecidos, vestuário e calçados (-2,4%); outros artigos de uso pessoal e doméstico (-0,6%); e supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (-0,4%).

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web