Piauí

Viaturas no Piauí sem combustível comprometem remoção de presos

Um ofício do diretor adjunto da Unidade de Administração Penitenciária (DUAP), Reginaldo Correia, relata a situação.
06/02/2019 17h00 - atualizado

As viaturas policiais do Piauí estão sem combustíveis, o que está comprometendo as atividades de praxe. O diretor adjunto da Unidade de Administração Penitenciária (DUAP), Reginaldo Correia Moreira Filho, assinou ofício nesta quarta-feira (06) ao juiz de Direito da Central de Inquéritos de Teresina informando a situação e a impossibilidade de execução de ações.

O ofício, endereçado ao juiz Luiz Henrique Moreira Rego, explica que, devido a suspensão de combustíveis das viaturas, a Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus) não dispõe de condições para realizar a remoção dos presos da audiência de custódia para as unidades prisionais do estado, como costuma fazê-la.

A Sejus informa ainda que, por esse mesmo motivo, a apresentação dos presos às audiências criminais na capital também se encontra comprometida.

Outro lado

A Secretaria de Justiça informou que a situação é temporária e que o problema será resolvido brevimente. 

Mais na Web