Viagora

Graça Amorim diz que aprovação da “Lei do Uber” foi democrática

A vereadora de Teresina avalia como positiva a forma como o processo aconteceu.

A vereadora Graça Amorim fez uma avaliação sobre a aprovação do Projeto de Lei que regulamenta o transporte individual de passageiros por aplicativos na capital. Durante pronunciamento na Câmara Municipal de Teresina, nesta quinta-feira (13), a parlamentar disse que a regulamentação aconteceu de forma clara e democrática.

  • Foto: Hélio Alef/ViagoraVereadora Graça AmorimVereadora Graça Amorim

Graça Amorim avalia como positiva a forma como o processo aconteceu. Segundo ela, projeto original da Prefeitura recebeu emendas que foram acordadas em todas as comissões, após debates onde estiveram presentes representantes de todas as categorias envolvidas.

“Em nenhum momento houve intransigência do prefeito. Ele deu liberdade para que o projeto fosse discutido na Câmara por todas as comissões e encaminhado após os ajustes. Sobre os vídeos que estão sendo exibidos na internet e que apontam que esta casa está contra o trabalhador, esclareço que, ao contrário, a meu ver, essas operadoras de plataformas, uma delas de São Paulo e outra do exterior, estão usando os trabalhadores para fazer este movimento contra a cidade de Teresina”, disse Graça Amorim.

A vereadora afirma que a Comissão de Legislação e Justiça da Câmara criou um dispositivo na lei que regulamenta os transportes, onde deixa claro que, se as plataformas apresentarem o número exato de motoristas que circulam hoje em Teresina, todos estes trabalhadores poderão continuar trabalhando normalmente, bastando que isso seja apresentado pelas empresas de forma clara e precisa.

“As plataformas não querem informar o número de trabalhadores que atuam hoje para não pagar os impostos devidos, impostos estes que iriam beneficiar os teresinenses com obras de melhoria para toda a cidade”, disse Graça Amorim.

Facebook
Indicado para você
Veja também