Viagora

Wellington Dias visita obras da nova maternidade de Teresina

A nova maternidade está em estágio avançado de construção com 90% de sua estrutura em fase de conclusão e deve ser entregue no primeiro trimestre de 2022.

Nesta terça-feira (21), o governador Wellington Dias averiguou o andamento da obra de construção da nova maternidade de Teresina. A obra está em estágio avançado de construção com 90% de sua estrutura em fase de conclusão e deve ser entregue no primeiro trimestre de 2022.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraVisita a obra da maternidade estadualVisita a obra da maternidade estadual

Conforme o Governo do estado, a nova maternidade deve beneficiar a população e suprir a demanda Maternidade Dona Evangelina Rosa, situada na capital.

Wellington Dias afirmou que a obra deve contribuir para a saúde e segurança da mãe e do bebê, além de auxiliar na redução dos índices de mortalidade que eram altos no estado em outros períodos.

“Temos investido na descentralização da saúde para que todos tenham acesso a serviços e atendimentos e aqui na nossa nova maternidade não será diferente. Um novo equipamento público de alta complexidade e com tudo do que há de mais moderno para garantir que nossos piauienses venham ao mundo com segurança ao lado de suas mães”, explica o gestor.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraVisita a obra da maternidade estadualVisita a obra da maternidade estadual

O secretário de Fazenda e coordenador-geral do PRO Piauí, Rafael Fonteles, afirmou que o andamento das obras deve seguir o cronograma estipulado e será concluída até março de 2022.

“Estamos seguindo dentro do cronograma estipulado e chegando a 80% dos recursos investidos. Até março de 2022, a obra estará pronta para ser usada para a sua finalidade: atender mães e bebês do nosso Estado. Estaremos diante de uma das maiores obras em saúde pública do Piauí”, afirmou Rafael Fonteles.

O secretário de estado da Saúde, Florentino Veras, também esteve averiguando o andamento da maternidade e ressaltou a importância da obra para a saúde pública do estado. Segundo o secretário a licitação para adquirir os equipamentos já está acontecendo de forma concomitante a conclusão das obras.

“Essa é uma ação de saúde pública mais importante da história do Piauí nos últimos 50 anos. Nós temos uma rede organizada que começa na Saúde da Família com o primeiro atendimento, depois o atendimento especializado, depois com as maternidades nos hospitais regionais e àqueles casos que exigem um tratamento maior da mãe ou bebê são encaminhados para a referência, que é a maternidade da capital”, destacou Florentino Neto.

A emenda da deputada federal Rejane Dias no valor de R$ 1 milhão foi aplicada para a construção da nova maternidade. A parlamentar afirmou que a nova obra deve contar com equipamentos modernos, estrutura mais adequada além de profissionais capacitados.

“É uma rede que se integra ao Centro Integrado de Reabilitação (Ceir), na área de reabilitação e na medida que se estrutura um hospital como este, além desse cuidado com a saúde da mulher, nós podemos evitar novas deficiências porque vai contar com equipamentos modernos, uma estrutura mais adequada e profissionais capacitados", concluí a deputada.

Facebook
Indicado para você
Veja também