Viagora

OAB-PI quer mais fiscalização em postos de combustíveis de Teresina

A Ordem dos Advogados do Brasil solicitou ao Procon mais fiscalizações devido ao aumento abusivo nos preços dos combustíveis.

Nessa sexta-feira (11), a Comissão de Defesa dos Direitos do Consumidor da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Piauí (OAB-PI), encaminhou um oficio ao Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/MP-PI), solicitando mais fiscalizações nos postos de combustíveis de Teresina.

Conforme a OAB-PI, nos últimos 15 dias, houve um aumento abusivo nos preços dos combustíveis, tanto na capital como no interior do Piauí.

O presidente da Comissão, Michel Saldanha, destaca que é preciso averiguar de perto as práticas para não permitir que se repitam no dia a dia. “É do conhecimento geral que nos últimos dias houve um aumento repentino, desproporcional e injustificado nos preços dos combustíveis no Estado do Piauí”, disse.

Michel Saldanha reforça ainda que essa nova realidade dificulta a vida financeira dos consumidores.

“Isso é um fato que causa uma repercussão financeira enorme no dia a dia dos consumidores do nosso estado, e que agora se agrava com o aumento efetuado pela Petrobrás. Por isso, a Comissão está solicitando essa fiscalização por parte do Procon para garantir que os consumidores do nosso estado não sejam lesados ao pagarem um valor abusivo pelo preço, com percentuais de aumento acumulados nesse período superior a 30%”, finalizou.

Mais conteúdo sobre:

Teresina

Piauí

OAB-PI

Procon-PI

Facebook
Indicado para você
Veja também