Viagora

Moradores cobram conclusão de obra na Vila da Paz em Teresina

A Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Sul, informou que existem dois contratos para a obra de Urbanização da região e que os procedimentos estão sendo adotados.

  • Luis Marcos/ Viagora Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz 1 / 10 Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz
  • Luis Marcos/ Viagora Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz 2 / 10 Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz
  • Luis Marcos/ Viagora Elisiane de Moura, Autônoma 3 / 10 Elisiane de Moura, Autônoma
  • Luis Marcos/ Viagora Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz 4 / 10 Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz
  • Luis Marcos/ Viagora Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz 5 / 10 Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz
  • Luis Marcos/ Viagora Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz 6 / 10 Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz
  • Luis Marcos/ Viagora Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz 7 / 10 Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz
  • Luis Marcos/ Viagora Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz 8 / 10 Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz
  • Luis Marcos/ Viagora Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz 9 / 10 Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz
  • Luis Marcos/ Viagora Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz 10 / 10 Obra de urbanização no grotão na Vila da Paz

O Viagora recebeu denúncia de moradores da Vila da Paz, zona Sul de Teresina, reclamando do atraso da obra de urbanização que teve início no ano de 2013 e que, até agora, não foi concluída.

Conforme relatos de moradores, ainda em março deste ano, algumas famílias denunciaram sobre o risco de desabamento de casas que ficaram largadas na beira da obra. 

Umas das moradoras, a autônoma, Liziane de Moura afirma que o início de obra teria sido apenas para retirar os moradores do local. “Está um perigo. Tem risco até de criança cair ali. Já faz muito tempo que isso está assim, praticamente, foi só pra tirar os moradores daqui”, ressalta.

Já a moradora Leiliane Paula, professora de reforço escolar, que mora há anos no local, explicou que sempre houve promessas para melhorar as condições do local e que mesmo depois de iniciado, nada mudou. “Eu moro aqui e eu tenho 32 anos. E desde a minha infância que eles prometem”, explica.

Segundo ela, uma das maiores complicações é na época das chuvas, que atrapalha a vida e a rotina das famílias. “É complicado, principalmente na época de chuva que atrapalha muito a rotina das famílias porque tinha mais gente morando alí, e quando a gente tinha que atravessar pra ir pro outro lado devido ao lameiro e sem falar do principal de tudo, as doenças e o alagamento que todo ano tem. Todo ano é a mesma coisa, alagamento.”, ressalta.

Ainda segundo a professora, na época da proliferação da dengue, o risco de doenças é ainda maior. “Na situação da dengue, por conta da água ali em baixo, mais de 80% das famílias que moram nas proximidades pegaram dengue, e aqui na minha casa foi chikungunya. Minha mãe pegou, minha irmã, só quem não pegou foi eu”, diz.

A moradora também pontua sobre os riscos que sempre corre com animais silvestres. “Aparece muita cobra. Se em um terreno abandonado já aparece, imagina aqui nesse grotão, que vem água de todo lado, arrastando cobra, arrasta tudo. Então como eu disse, a Vila da Paz está largada, estamos ao léu”, finaliza

Sobre a revitalização

Conforme calendário do poder público municipal, em 2016, deveria ter sido entregue a urbanização com área de lazer, preservação ambiental e um parque público.

Além disso, segundo a prefeitura a época, um dos principais objetivos era revitalizar a grota que existe na região e que fica totalmente a céu aberto.

Outro Lado

Procurada pela reportagem a Prefeitura de Teresina, através da Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Sul, emitiu uma nota sobre o assunto.

Confira abaixo a nota na íntegra:

A Superintendência das Ações Administrativas Descentralizadas Sul, informa que existem dois contratos para a obra de Urbanização da Vila da Paz, na zona sul de Teresina.

A Saad Sul esclarece que o primeiro contrato foi firmado em 2013 para a construção de um canal que inicia na rua Corisco e se estende até a Estrada da Alegria. Nesse trecho a obra do canal já foi concluída e estão sendo finalizados alguns serviços complementares (iluminação, passeio, ligação de esgoto) para finalização do contrato.

O segundo contrato prevê a construção de outro trecho do canal existente, que inicia no prolongamento da Av. Barão de Castelo Branco e segue até a rua Corisco, além da urbanização no entorno de todo o canal. Nesse trecho a obra do canal está 80% concluída, contudo a empresa licitada não cumpriu o cronograma de execução dos serviços contratados. Com isso, depois de notificar, advertir e adotar todos os procedimentos cabíveis legais, a Saad Sul está providenciando a rescisão do contrato com a empresa e a contratação da segunda colocada, o processo está em trâmite.

Por: Matheus Santos

Mais conteúdo sobre:

Teresina

Piauí

Prefeitura de Teresina

SDU

Facebook
Indicado para você
Veja também