Viagora

Dr. Pessoa sanciona projeto de lei que cria dois conselhos tutelares

De acordo com informações divulgadas pela prefeitura de Teresina, os conselhos tutelares serão implementados na zona Leste e Sul da capital.

Nesta sexta-feira (24), o Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, assinou lei para criação de mais dois conselhos tutelares no município, durante entrega de veículos para o uso no órgão.

De acordo com informações divulgadas pela prefeitura de Teresina, os conselhos tutelares serão implementados na zona Leste e Sul da capital.  O Dr.Pessoa comunicou que os órgãos estão sendo reformados. “Quero aqui reforçar a luta desta gestão de melhorar os nossos serviços e em especial, os que fazem a proteção das crianças na nossa capital. Os conselhos tutelares estão sendo reformados e devidamente equipados. A nossa meta é seguir este trabalho, avançando ainda mais em prol de melhorias no atendimento”, pontuou.

Foto: Matheus Santos/ ViagoraEntrega de veículos dos Conselhos Tutelares do Município
Entrega de veículos dos Conselhos Tutelares do Município

Ainda de acordo com a prefeitura, a lei foi assinada durante a entrega de veículos para o uso exclusivo a serviço do conselho tutelar. O secretário Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi), Allan Cavalcante, afirma que a mais dois conselhos tutelares é histórico.

“É um momento histórico para a cidade de Teresina e para a gestão do prefeito Dr. Pessoa, hoje os conselhos tutelares estão recebendo mais três veículos novos. Também no dia de hoje, o prefeito sanciona a lei que cria mais dois conselhos tutelares. 30 anos se passaram e apenas cinco conselhos foram criados. O Dr. Pessoa em 1 ano e meio de gestão criou dois conselhos, para mostrar o compromisso e entusiasmo que o prefeito tem com as crianças e adolescentes na capital”, ressalta.

A ministra de Estado da Mulher, da Família e dos Direito Humanos, Cristiane Britto, afirma que a melhora nas estruturas dos conselhos tutelares mostra a valorização dos servidores da área. “Este governo tem como prioridade valorizar a pauta da criança e não há como fazer isso se não valorizar os conselhos tutelares. Muitos acabam abandonando a carreira por falta de estrutura e por doença mental. Não é fácil ver as situações que recebemos pelo Disque 100. E nem para os conselheiros que têm contato com os agressores e ainda acabam ameaçados de morte. São muitos os desafios, especialmente, por sermos o país que mais exporta vídeos e imagens de crianças sendo vítimas de abuso sexual”, comenta.

Conforme a Prefeitura de Teresina, Semcaspi, através da Gerência de Direitos Humanos (GDH), conta com cinco unidades de conselhos tutelares.

Facebook
Indicado para você
Veja também