Viagora

"Acredito que Rafael é favorito para ganhar eleição", diz Regina Sousa

De acordo com a governadora, Rafael Fonteles tende a crescer ainda mais durante a pré-campanha.

Nessa segunda-feira (06), a governadora do Piauí, Regina Sousa (PT), comentou sobre o desempenho nas pesquisas eleitorais do pré-candidato ao governo do estado pelo Partido dos Trabalhadores (PT), Rafael Fonteles.

De acordo com a governadora, o pré-candidato começou como um desconhecido, e durante sua maratona de apresentação pelo Piauí, é natural que ocorram adesões a ele, e à medida que Rafael Fonteles se torna conhecido mais ele cresce.

Foto: Matheus Santos/ ViagoraGovernadora Regina Sousa
Governadora Regina Sousa

“ Ele está se apresentando para a sociedade, está fazendo a sua maratona de apresentação, que ele não era uma pessoa conhecida, era um secretário de fazenda, era mais da burocracia, das finanças, organizou bastante as finanças do estado, graças a deus, e agora ele está andando e se apresentando, a medida que ele se apresenta, a medida as pessoas conhecem, que ele fala para as pessoas os propósitos que ele tem, que a equipe tem para continuar a governando esse estado, ele vai ganhando adesão, então é natural que cresça, ele começou um desconhecido, e agora ele está bem conhecido e certamente quando ele conseguir rodar todo o Piauí”, afirma.

Ainda de cordo com a gestora, Rafael Fonteles tende a crescer mais durante a pré-campanha, ela afirma que acredita que o pré-candidato é favorito para ganhar a eleição. “ele vai crescer mais ainda, então acredito que ele é favorito para ganhar essa eleição”, disse.

Questionada sobre o desempenho do pré-candidato pelo União Brasil, Sílvio Mendes, na capital, a governadora comenta que se a oposição vencer em Teresina, será por uma diferença pequena. “Eu não sei, a capital tem vários campos que a gente vai ver ainda como eles se posicionam, mas se ganhar é com muito pouco, com uma diferença muito pequena”, comentou.

A governadora também falou sobre a possibilidade das eleições serem resolvidas em um primeiro turno, de acordo com a gestora, essa possibilidade existe. “É possível, nós estamos há quatro meses, então, os números estão crescendo, estão se apresentando, então é possível que aconteça”, disse.

Facebook
Indicado para você
Veja também