Viagora

Cadastro de entidades para Orçamento Popular de Teresina vai até sexta

Segundo a coordenadora do Orçamento Popular de Teresina, Karina Portela, após realização do cadastro, a entidade marca uma assembleia na comunidade.

Neta sexta-feira (15), a Prefeitura de Teresina (PMT) encerra as inscrições de entidades para fazer proposições a coordenação do Orçamento Popular. No momento, compareceram 112 instituições para realizar o cadastro.

O Orçamento Popular, para os anos de 2022/23, recebe um aumento de 66% que corresponde a R$35 milhões. O valor anterior era de R$ 21 milhões. Obras da zona urbana e rural de Teresina serão beneficiadas por este investimento.

Segundo a coordenadora do Orçamento Popular de Teresina, Karina Portela, após realização do cadastro, a entidade marca uma assembleia na comunidade onde discutirão quais obras e serviços vão solicitar. “Quando a entidade se cadastra, ela recebe um manual onde está descrito as obras e serviços que podem solicitar. Cada entidade pode solicitar três propostas e escolher um representante titular e um suplente que vai servir de elo entre prefeitura e comunidade”, informa.

De acordo com a PMT, após o cadastro são realizados fóruns zonais onde é realizada uma coletânea de todas as propostas que foram apresentadas nas assembleias. Segundo o presidente da Associação Beneficente dos Moradores do bairro São Joaquim, Erisvaldo Rodrigues: “As expectativas são grandes, pois há a necessidade de melhorias para o bairro. A gente se sente muito gratificado de ter essa oportunidade do orçamento popular para trazer benefícios e evolução para nossa comunidade.”, destacou Erivaldo.

O orçamento é dividido entre as Superintendências de Ações Administrativas descentralizadas (SAADs) da seguinte forma:

SAAD Sul: 22, 86% – R$ 8 milhões;
SAAD Centro/Norte: 21,71% – R$ 7, 6 milhões
SAAD Leste: 19,14% – R$ 6,7 milhões
SAAD Sudeste: 19,14% – R$ 7 milhões
SAAD Rural: 17,15% – R$ 6 milhões

Facebook
Indicado para você
Veja também